sábado, 24 de dezembro de 2011

Feliz Natal!

Até os vilões gostam do Natal...

Nobres e queridos leitores: passo aqui apenas para desejar a todos um Feliz Natal. Independentemente de nossos credos, acredito que esse dia seja uma data especial, em que temos a chance de nos lembrarmos daquilo que realmente importa em nossas vidas e compartilhar sentimentos positivos. Por isso mesmo, gostaria de agradecer a todos que aqui passam e desejar que a vida de todos se cubra de bençãos e amor. FELIZ NATAL!!

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

Personagens - Drimme

Saudações nobres leitores! Peço perdão pela demora em postar algo novo, no entanto as férias e o vindouro Natal tem me deixado mais preguiçosa (o Cancioneiro também está abandonado, pobrezinho). No entanto, como prometido, hoje trago para vocês um pouco mais de informações sobre a Drimme, uma das novas personagens de O Enigma da Lua. Tentei fazer um apanhado geral e escrever um pouco mais sobre a história de Nuvara. No entanto, ao longo da escrita do livro pode ser que eu mude alguma coisa (e com certeza trarei explicações um pouco mais detalhadas), então considerem essa pequena introdução apenas como algo com que se familiarizar com os conceitos que pretendo desenvolver (aaaah, é nessas horas que percebo minha falta de criatividade =(. Enfim, espero que gostem pelo menos um pouco!


Drimme Anaïse

Raça: Einar
Idade: 17 anos humanos no início do segundo livro
Altura: 1,70
Cabelos: brancos, com alguns fios prateados
Olhos: azuis acinzentados
Classe: feiticeira

Histórico e personalidade: Drimme é a princesa da ilha de Nuvara, um local misterioso e lendário para a maioria das pessoas de Edrim, sendo que grande parte da população dos continentes nem ao menos acredita que Nuvara de fato existe. Contudo, a ilha é real, embora o acesso a ela seja difícil, e abriga um povo tão misterioso quanto sua morada, os einar. Os einar são uma raça antiga que surgiu logo após a grande guerra que aprisionou o deus das sombras no continente de Rodrom e matou o primeiro meio-elfo de Edrim e sua amada. É dito que a Deusa, entristecida com o que havia se sucedido, deixou que uma lágrima de seus olhos caísse no mar. Essa lágrima transformou-se em Nuvara, terra de propriedades mágicas que pulsa com energia própria. A Deusa então colheu uma única rosa branca do centro da ilha e a soprou. Sua pétalas se multiplicaram e cobriram Nuvara, transformando-se gradativamente nos primeiros habitantes do lugar, possuidores de magia em seu sangue. Os einar são conhecidos por sua reclusão e pouca vontade de interferir com os assuntos que envolvem os outros continentes de Edrim.

Drimme é uma pessoa extremamente séria e responsável, pois além de ser a princesa de seu povo, é uma Anaïse (rosa branca). Esse título diz respeito a indivíduos, em sua maioria de sexo feminino, que nascem em Nuvara imbuídos de energia mágica além do que é considerado normal na ilha. Essas pessoas sempre possuem cabelos brancos e olhos azuis acinzentados, e sua energia mágica é perceptível. São sensitivos e podem as vezes prever o futuro, embora todos esses talentos se desenvolvam aos poucos. A Anaïse nasce sempre em meio à família real de Nuvara e obrigatoriamente casa-se com alguém de sangue nobre. Drimme, como uma Anaïse, é vista como um sinal de esperança e a salvação de seu povo no levantar de Rodrom que se aproxima. Ela é uma jovem determinada e aprendeu cedo qual é seu lugar – o de uma futura rainha que deverá comandar seu povo. No entanto, Drimme parece viver sua vida de forma automática, executando seu papel com perfeição e esperando seu casamento com seu primo Éridan, ao lado de quem deverá governar seu lar. A chegada de um grupo de jovens de Silena e seu companheiro anão e de um guerreiro humano em Nuvara, no entanto, vão desafiar a estabilidade da vida de Drimme.

domingo, 18 de dezembro de 2011

Guerra nos Nove Mundos

Capa do livro, por André Frodo Bacchi
Saudações, nobres leitores! Hoje estou aqui para divulgar, com muita alegria, o lançamento do primeiro conto que se passa na ambientação Nove Mundos, a ser lançada por Odin em um futuro próximo.

Escrito pelo talentoso escaldo Jaco Galtran, Guerra nos Nove Mundos está disponível na loja da editora RedBox. Diagramado por Frodo Bacchi (a capa também é de autoria de nosso amigo hobbit), o e-book é totalmente GRATUITO! Para adquiri-lo e ter acesso a mais um trabalho de qualidade da literatura fantástica nacional, basta clicar AQUI!

 Eu já li e garanto: não irão se arrepender de conferir essa história. Deixo vocês com a sinopse do livro:

"Os cavaleiros de Niflheim espalham terror por onde passam. Gigantes, orcs e toda a sorte de criaturas malignas multiplicam-se pelos Nove Mundos como pragas. Contando com a fé nos deuses antigos e no deus Balder, e guiados pela ímpeto aventureiro digno dos mais nobres heróis, não faltam aqueles que optam por viverem em defesa da justiça. O choque entre essas as duas forças gera constantes guerras nos Nove Mundos. Mas em algum lugar dos subterrâneos, um incomum grupo trava uma guerra ainda mais profunda e terrível: o confronto com seu passado. Uma batalha feroz contra suas fraquezas, medos e inseguranças. Uma jornada em busca de um propósito para suas existências, uma paz interior que talvez possa ser o único consolo em um mundo em que as guerras parecem não ter fim."

Vale muito a pena mesmo, pessoal. Vamos prestigiar o trabalho do Jaco, pois ele tem muito talento!

quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

Prólogo - Anaïse - A rosa branca

Olá pessoal! Com muita alegria eu venho postar hoje o prólogo do segundo livro (ainda sem título definido!). Esse é relativamente menor do que o prólogo do primeiro livro, mas espero que possa ser instigante para vocês. Sem mais delongas, vamos ao que interessa!


Drimme, por Angela Takagui
Prólogo – Anaïse – A Rosa Branca

Drimme olhava para o oceano.

Ela gostava do barulho das ondas, do vento gelado e agradável que balançava seus cabelos, da calma e do silêncio que ela encontrava ali. Naquela noite, naquele momento, ela estava em paz. Ali era o único local onde ela se permitia chorar, gritar, ou sorrir como queria. Ela andou para frente e molhou os pés descalços nas ondas frias, sentindo a barra de seu vestido, alvo como a lua cheia que estampava o céu noturno, se molhar. Olhou para seu busto observando os motivos bordados em sua vestimenta - pequenas e delicadas rosas brancas. Rosas brancas.

“Você é a Rosa Branca de Nuvara, Drimme. Anaïse”.

Lágrimas rolaram de seus olhos.

“Sua vida é a vida de todos nós. Você é filha da terra e da magia. Você é nossa guia e futura rainha. Sua vida é a vida que já estava escrita mesmo antes de você nascer”.

As palavras de sua mãe e seu pai ecoavam em sua mente. Ela nunca se incomodara tanto com aquilo. Executava perfeitamente suas tarefas, era o orgulho de sua terra, a representação de tudo aquilo que o povo de Nuvara prezava. E no entanto, agora tremia e chorava como uma criança que se perde e não sabe encontrar o caminho de volta para o lar. Chorava a dor mais aguda que jamais sentira em toda a sua vida. E de fato, Drimme jamais experimentara tal sensação. Era como se, por toda a sua vida, ela tivesse vivido sob o sol e seu calor e agora, pela primeira vez, estivesse experimentando o frio da neve, o gelo branco embaixo de seus pés desprotegidos. A tristeza a desnudara.

“Você nem ao menos sabe o nome dele. Nem ao menos sabe quem ele é. Você é uma tola, Drimme Anaïse”, ela pensou, desgostosa consigo mesma.

Naquele momento, as palavras da enfermeira das casas de cura voltaram a ecoar em sua mente.

“Ele não vai sobreviver por muito tempo. Talvez não passe dessa noite. Talvez viva mais alguns dias. Não sabemos. Mas a esperança é pouca, princesa”.

A princesa de Nuvara ajoelhou-se na areia. Não se importava mais em ser tola.

Drimme Anaïse olhou para a lua cheia e implorou em lágrimas por um milagre.

Espero que gostem, aiaiaiai!

terça-feira, 13 de dezembro de 2011

Novidades e música

Saudações, caros leitores! Hoje estou aqui apenas para comunicar algumas coisitas e para dividir com vocês mais uma canção.

As novidades dizem respeito ao novo livro! Como vocês sabem, estou escrevendo e a Angela está desenhando também! Ontem mesmo vi o rascunho da Drimme, e ficou lindo demais! Prometo que quando tudo estiver pronto eu posto o desenho (vou pedir para a Angela antes!) e o prólogo do livro aqui para vocês lerem e verem se gostam (do prólogo, claro, porque do desenho não tem como não gostar!). Então não desanimem pois tentarei não deixar o blog às moscas continuarei postando coisas bacanas aqui!

Agora, vamos à canção. Sempre fico com vergonha receio de postar coisas muito românticas aqui e dar a impressão de que o livro inteiro é pura melação. Na verdade, eu adoro romance, para eu gostar muito, muito de uma história é quase essencial que haja esse elemento nela, mas isso não significa que eu goste de ler ou escrever coisas que girem estritamente em torno disso. Tanto que chick-lit e coisas do gênero não são minha praia começou a ter descrição demais do tipo "ele é lindo, seus olhos são sorvedouros da vida, seu charme misterioso me devora", faz com que seja difícil que eu continue a ler uma história. Gosto de romances que aconteçam devagar e que se sustentem em motivações que vão muito além de beleza quase sobrenatural. E eu juro que tento deixar o livro o mais sutil possível nesse sentido, embora ele seja sim uma história romântica.

Caham. Enfim. Depois desse mimimi todo, vamos à canção. Tem uma música que eu acho muito a cara da Elora e do Laucian (como casal) e tenho que postar, porque eu tenho trilha sonora na cabeça enquanto escrevo e tenho mania de dividir música com quem gosta. Então vamos lá!


Princess Toyotomi - Celtic Woman

Tá, não aguento e vou postar a letra, para quem já leu o livro todo acho que não fica difícil ver a compatibilidade (exceto pelo fato da Elora não ser uma princesa, mas mesmo assim, ela é uma pessoa especial!).

Days and years praying for our love, our future
So silently kept inside our hearts so deeply

Time went by, never changed and stayed inside us
So preciously, carrying all the love for you

No one ever would say a word 'bout the story we know
Never let the legend vanish
No one ever would tell the truth, the secret we know
Our long-cherished dream

Holding you soul so gratefully, living with faith in you and love
To save our home, to save our beautiful our dearest one that we love
Our frecious Princess so devine


Time went by, never changed and stayed inside us
So preciously, carrying all the love for you

No one ever would say a word 'bout the story we know
Never let the legend vanish
No one ever would tell the truth, the secret we know
Our long-cherished dream

Holding you soul so gratefully, living with faith in you and love
To save our home, to save our beautiful our dearest one that we love
Feeling your soul somewhere so close, feeling the bound with you and us
Someday we'll see how much you mean to us our dearest one in this world
Our precious Princess so divine

Parece uma música romântica-épica, sei lá. Alguém duvida de que aventura, fantasia e romance sejam uma combinação perfeita para mim, hehehe?

sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

Trilha Sonora - A partida

Que a jornada comece!
Eis que chegamos ao último capítulo do livro, finalmente! Elora e Laucian descobrem que precisam partir de Silena o quanto antes, e para isso serão acompanhados por Valenia, Myron e Galnor, um anão, que muitos anos antes acompanhara a própria Driali em sua jornada para fora de Myriar. É uma hora triste, de despedidas, mas também de expectativa em relação à jornada que está começando! E no fim do capítulo, uma pequena introdução de dois novos personagens importantes: Drimme e Lafaia.

E sobem os créditos! (Eba, finalmente terminei um livro \o/)


Crusaders of the Light - Globus

Acho essa uma boa canção de final de história e início de uma nova jornada...

Espero que gostem! Eu ainda postarei algumas outras "trilhas" por aqui, mas um pouco mais relacionadas aos personagens!

Até breve, pessoal!

quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

O Enigma da Lua no Livros de Fantasia!

Continuando com minhas tímidas iniciativas de divulgação =), hoje tenha uma notícia muito bacana para dar. Recentemente descobri o blog Livros de Fantasia, um espaço dedicado principalmente à resenhas de livros com nosso tema favorito (fantasia, é claro)! Melissa, a dona do blog, fez Letras (eba, beletristas de plantão!), e constrói resenhas muito contundentes e interessantes de livros, além de analisar outras mídias como o cinema e trilhas sonoras e fazer podcasts e memes literários. Enfim, um blog que vale a pena ser visitado para quem gosta do assunto!

O que mais me chamou a atenção quando visitei esse blog, no entanto, foi a iniciativa de divulgar os Novos Livros de Fantasia Nacional. Respirei fundo, tomei coragem e... mandei por e-mail meu humilde livro para ser divulgado. Cliquem AQUI e vejam como ficou!

Recomendo a todos os novos escritores que enviem seus trabalhos para a Melissa. Apoio 100% qualquer espaço ou projeto que se proponha a divulgar os escritores nacionais, pois temos muita gente boa nessa terrinha escrevendo fantasia e ficção científica. Acredito que no Brasil há ainda uma certa resistência quanto a esse tipo de escrito, por mais que as editoras ganhem rios de $$ em cima de títulos estrangeiros que tratam exatamente desta temática. Vai entender...

Aproveitando o espaço, digo que também estou aberta a esse tipo de iniciativa aqui! Se alguém quiser ter seu trabalho divulgado no Enigma da Lua ou no Cancioneiro, fique a vontade para me contatar no e-mail astreya.bhael@gmail.com. Vamos nos unir e divulgar esse pessoal!

Deixo aqui então, além dessa notícia, três blogs literários de autores MUITO talentosos. São três estilos diferentes, então tem contos e histórias para todos os gostos!

Contos de RPG, do Jaco Galtran, com contos maravilhosos que privilegiam a fantasia medieval, inquestionavelmente bons!

Amberblades, da Gisele Bizarra, um livro muito bacana com uma história leve, envolvente e perfeita para quem gosta de animes e RPG!

Um reduto qualquer, uma iniciativa do Torinks e outros amigos escritores, com contos de temática diversa e mais adultos. Qualidade impecável!

ATUALIZAÇÃO DO POST!! Gente, como pude esquecer as Crônicas de Elgalor!! Sou suspeita para falar, esse livro é a descrição das nossas aventuras em Elgalor, contando com Odin como mestre e escritor. Maravilhoso, e não é só porque é o livro do meu marido. Ele escreve demais mesmo!

Por hoje é isso, pessoal! Amanhã retorno com mais trilha sonora!

terça-feira, 6 de dezembro de 2011

O Enigma da Lua no Skoob

Olá pessoal! Em minhas andanças por aí acabei encontrando o Skoob, uma espécie de rede social de leitores e amantes de livros em geral. Apesar de eu não ser uma adepta das redes sociais (é, não tenho facebook, nem orkut, nem twitter), essa eu achei bacana e resolvi cadastrar meu livro lá. O cadastro é extremamente rápido e simples de se fazer (já para mexer no site eu apanhei um pouquinho *_*). Se vocês puderem visitar a página e avaliar clicando nas estrelinhas, ficarei muito agradecida. Para ir à página, clique AQUI!

Por hoje é isso!

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

Trilha Sonora - O Enigma da Lua

O Enigma da Lua, por Angela Takagui
Saudações, nobres leitores! Retorno à programação normal de trilhas sonoras com uma das cenas mais reveladoras do livro =). Eis que Driali finalmente explica para a filha qual é a origem de sua marca de nascença, e qual a real ligação entre ela e Laucian. Não revelo muito mais para não estragar a surpresa de quem está lendo ou poderá ler, mas é uma revelação muito impactante para a Elora e posteriormente para Laucian também. Para esse momento, achei que a música deveria passar uma emoção forte, afinal a história fará uma grande diferença na vida dos dois (e é o "mote" que conduz o livro, diga-se de passagem!).


Diem Ex Dei - Globus

Eu adoro essa música. Ponto. Tinha que colocá-la como trilha sonora! De qualquer forma eu acho que combina bastante com a narrativa da Driali. Espero que gostem!

domingo, 4 de dezembro de 2011

Um dia especial

Liége e Matheus, por Angela Takagui
Hoje é um dia especial, e faço esse post como uma pequena homenagem a ele. Feliz bodas de papel (1 ano), querido marido! Obrigada por todo apoio e amor que me dá!

 P.S: Sabem o que eu ganhei? Meu próprio livro impresso e encadernado em brochura! Que alegria! Depois faço fotos e mando para vocês verem como ficou lindo!

Para relembrar esse dia tão lindo, eis a música que dançamos em nossa primeira dança como marido e mulher (e cuja frase está no presente surpresa que a Angela fez para mim e eu dei para ele, como sempre um desenho lindo!): 


Skalds and Shadows - Blind Guardian

Todo amor do mundo para você, querido Matheus!

sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

Trilha Sonora - O Ritual e O Enigma da Lua - parte I

Saudações, queridos leitores! Hoje estou aqui com mais uma trilha sonora, partindo para o penúltimo capítulo do livro. A cena que vou descrever hoje é bastante especial e precede a revelação - finalmente - do que é esse tal enigma da lua =). É o momento em que Laucian e Elora finalmente admitem o que sentem, e, bem...

"Tem uma coisa que eu preciso te dizer", por Angela Takagui

Acontece isso! Eu gosto bastante dessa cena, tentei deixá-la delicada e também pertinente para o momento do livro. A canção que eu escolhi para esse momento é essa, que eu adoro por sua suavidade:


The Healing - James-Newton Howard

O começo é um pouco mais tenso, mas combina com a situação anterior, na qual Laucian tem alguns problemas. Logo depois ele e Elora estão indo para o templo para ficar lá pela noite. Quando finalmente estão sozinhos, tem uma conversa esclarecedora. A partir do 2:22 da canção Laucian começa a se declarar, e, no 2:48, ele silencia a Elora da forma ilustrada acima =).

Sei que essa é uma cena cor-de-rosa (perdoem-me os bravos guerreiros avessos a romance que passarem por aqui ^^), mas o fim da canção já traz um prenúncio alarmante... algo está para ser revelado!

quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

Enquete - vote e opine!

Olá pessoal! Interrompendo a programação de trilhas sonoras, hoje venho com uma postagem diferente! Fiz uma enquete ali do ladinho, para que vocês meus 1d3 leitores possam me dizer quais são seus personagens favoritos, mesmo sem ter terminado o livro ainda! E além disso, eu queria saber o porquê! Eis a finalidade dessa postagem. Como eu disse antes, a opinião de vocês é muito importante para mim, e quero ir me acostumando devagarinho a ir recebendo essa feedback sem aquele medo bobo de receber críticas. Essa é uma iniciativa singela, mas se tiverem um tempinho para comentar, ficarei muito agradecida!

E quanto ao meu personagem favorito? Eu não tenho um, gosto de todos, jamais conseguiria escolher. Mas não vale para mim, né? É difícil o autor não gostar de suas crias literárias.

Bem, é isso! Obrigada pessoal, e até mais!