terça-feira, 13 de dezembro de 2011

Novidades e música

Saudações, caros leitores! Hoje estou aqui apenas para comunicar algumas coisitas e para dividir com vocês mais uma canção.

As novidades dizem respeito ao novo livro! Como vocês sabem, estou escrevendo e a Angela está desenhando também! Ontem mesmo vi o rascunho da Drimme, e ficou lindo demais! Prometo que quando tudo estiver pronto eu posto o desenho (vou pedir para a Angela antes!) e o prólogo do livro aqui para vocês lerem e verem se gostam (do prólogo, claro, porque do desenho não tem como não gostar!). Então não desanimem pois tentarei não deixar o blog às moscas continuarei postando coisas bacanas aqui!

Agora, vamos à canção. Sempre fico com vergonha receio de postar coisas muito românticas aqui e dar a impressão de que o livro inteiro é pura melação. Na verdade, eu adoro romance, para eu gostar muito, muito de uma história é quase essencial que haja esse elemento nela, mas isso não significa que eu goste de ler ou escrever coisas que girem estritamente em torno disso. Tanto que chick-lit e coisas do gênero não são minha praia começou a ter descrição demais do tipo "ele é lindo, seus olhos são sorvedouros da vida, seu charme misterioso me devora", faz com que seja difícil que eu continue a ler uma história. Gosto de romances que aconteçam devagar e que se sustentem em motivações que vão muito além de beleza quase sobrenatural. E eu juro que tento deixar o livro o mais sutil possível nesse sentido, embora ele seja sim uma história romântica.

Caham. Enfim. Depois desse mimimi todo, vamos à canção. Tem uma música que eu acho muito a cara da Elora e do Laucian (como casal) e tenho que postar, porque eu tenho trilha sonora na cabeça enquanto escrevo e tenho mania de dividir música com quem gosta. Então vamos lá!


Princess Toyotomi - Celtic Woman

Tá, não aguento e vou postar a letra, para quem já leu o livro todo acho que não fica difícil ver a compatibilidade (exceto pelo fato da Elora não ser uma princesa, mas mesmo assim, ela é uma pessoa especial!).

Days and years praying for our love, our future
So silently kept inside our hearts so deeply

Time went by, never changed and stayed inside us
So preciously, carrying all the love for you

No one ever would say a word 'bout the story we know
Never let the legend vanish
No one ever would tell the truth, the secret we know
Our long-cherished dream

Holding you soul so gratefully, living with faith in you and love
To save our home, to save our beautiful our dearest one that we love
Our frecious Princess so devine


Time went by, never changed and stayed inside us
So preciously, carrying all the love for you

No one ever would say a word 'bout the story we know
Never let the legend vanish
No one ever would tell the truth, the secret we know
Our long-cherished dream

Holding you soul so gratefully, living with faith in you and love
To save our home, to save our beautiful our dearest one that we love
Feeling your soul somewhere so close, feeling the bound with you and us
Someday we'll see how much you mean to us our dearest one in this world
Our precious Princess so divine

Parece uma música romântica-épica, sei lá. Alguém duvida de que aventura, fantasia e romance sejam uma combinação perfeita para mim, hehehe?

6 comentários:

  1. Nossa, eu A-M-O Celtic Woman ^^

    E pode ter certeza que aventura-fantasia-romance formam a trindade sagrada de toda boa história, Liege! Histórias com brucutus que babam enquanto se esmurram e piranhas que querem "distribuir afeto" para metade do mundo são uma droga, além de um insulto a nossa inteligência.

    ROMANCE RULES!!!! ^^

    ResponderExcluir
  2. ROMANCE RULES²!!!!

    Também acho que essa é a "trindade sagrada" das boas histórias, Amanda, hehehe. Além de personagens cativantes, é claro. Brucutus e moças distribuidoras não são minha praia também, hehe.

    ResponderExcluir
  3. Hahaha, entendo o que dizem, e concordo plenamente com as duas. Por mais relaxante que seja ler a descrição de um bárbaro rasgando seus inimigos ao meio com um machado, convenhamos que uma boa história não pode mesmo ser feita apenas em cima disto. E nem hei de comentar sobre as "distribuidoras de amor" (em meu grupo conhecidas educadamente como "vadias").

    Resumindo, estás no caminho certo, Liége; pode não ser o mais popular ou comercial, mas ainda assim, é o caminho certo.

    ResponderExcluir
  4. Obrigada Odin. Eu não tenho grandes pretensões com meu livro, sei que ele é bem modesto, hehehe. O importante é continuar escrevendo para ir melhorando e também seguir escrevendo o que a gente gosta. Se a gente não escreve no estilo que gosta, não há prazer. Imagina eu tentando fazer algo ao estilo de Guerra dos Tronos, não ia dar certo =).

    ResponderExcluir
  5. Diga-se de passagem que eu também não tenho habilidade suficiente para criar um mundo tão complexo...

    ResponderExcluir
  6. Não há com que se preocupar, está tudo na dose certa! O livro tem todos os elementos que o fazem ser divertido e emocionante =)

    ResponderExcluir