domingo, 26 de fevereiro de 2012

Resenha de O Enigma da Lua no Livros de Fantasia!

Saudações, queridos leitores! O Enigma da Lua acaba de ganhar sua segunda resenha \o/todoscomemora, no blog Livros de Fantasia! A Melissa é uma excelente resenhista e tem uma visão muito apurada, e ressaltou qualidades e defeitos do livro de uma maneira muito bacana. Cliquem AQUI para conferir a resenha!

Como reflexão à resenha da Melissa, da mesma maneira que eu disse lá no meu comentário, estou fazendo tudo o que posso para que o segundo livro melhore em todos os aspectos e tudo isso graças às boas almas que leram a minha obra. Ele já está nas 109 páginas em A4 e estou gostando do resultado, apesar de estar voltando às cenas toda hora feito uma louca para tentar corrigir e aperfeiçoar aquilo que eu acho que não está bom, cortar repetições, passagens esquisitas e minha dissertação abandonada... Torçam para que eu consiga me manter sã melhorar, pessoal!

Até breve, queridos leitores! Espero que leiam a resenha e comentem lá!

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

Livro impresso!

Saudações, queridos leitores!! Hoje eu venho mostrar para vocês uma coisa muito especial! O livro impresso do Clube de Autores finalmente chegou, apesar de o correio ter me trollado no carnaval.

Antes que eu prossiga com esta postagem tenho uma defesa a fazer em meu benefício. Eu juro que não sou esse monstro horrendo que vocês verão abaixo, vítima de uma câmera de computador chinfrim, iluminação péssima e um cabelo recém-lavado. No entanto, pelo livro eu terei a coragem de mostrar minha trakinesca tez nesse blog, só para vocês verem como ficou bonitinho. Eu peço perdão pela qualidade baixa das imagens, mas eu não tenho uma máquina fotográfica ainda, só mesmo a do computador... bem, mas chega de mimimi e vamos ao que interessa.

A capa, que ao vivo ficou extremante linda! 

As figuras ficaram lindas, a impressão em preto e branco manteve a qualidade

Contra-capa, yei!!

Livro aberto e eu me escondendo por já ter passado vergonha suficiente

Lombadinha... ficou mais fino do que eu pensava!
Olha que lindão! A orelha veio com um defeitinho, mas...

HÁ!! Meu fotógrafo concordou em posar comigo, devidamente vestido com sua camiseta de Odin!
Odin não gosta de fazer exposição da figura, mas eu não podia ficar sem uma foto do meu principal torcedor, né? marido lindo te amo Espero que tenham gostado e que perdoem o desleixo da modelo-autora, hehehe. O livro ficou mesmo muito lindo!

Lembrando que ele tá com descontinho lá no Clube de Autores até domingo! Se vocês acharem dinheiro na rua, não deixem de adquirir =D.

Até breve, queridos leitores!

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2012

Trilha Sonora - Memórias

Saudações, meus queridos leitores! Nessa época carnavalesca eu estou escondida em casa tenho me refugiado com canções que me agradam. Já falei por aqui que gosto muito de música, não? Eu não entendo de música, eu simplesmente gosto de música. Não sei avaliar se uma melodia é criativa, tem uma boa composição, se é simples demais ou não, eu simplesmente ouço e sou ou não sou cativada.
Por que estou dizendo todas essas firulas? Um pouquinho de timidez por admitir que adoro trilhas sonoras de desenho e principalmente a música do prólogo de A Bela e a Fera e que fui assistir a versão 3D no cinema empolgadíssima. Eu confesso que tiro inspiração de coisas inusitadas. Eu me lembro muito das sensações que tive ao ver esse desenho no cinema pela primeira vez, lá do alto dos meus quase cinco anos. E essa música em especial me deixa arrepiada até hoje. E tem me inspirado para escrever, hohohoho...


Prologue - Beauty and the Beast

Sempre achei essa melodia encantadora, misteriosa e triste ao mesmo tempo. No desenho, ela é o pano de fundo que "ilustra" a história de uma maldição, e há dois personagens no livro - além do Laucian e da Elora, hohohoho - que têm uma história triste e praticamente amaldiçoada ao longo de muitas vidas. É, há mais na história do Myron e da Valenia do que conta o primeiro livro =) (fazendo misteriozinho para deixar meus poucos leitores curiosos), e que os dois têm de descobrir aos poucos...

Enfim, espero que gostem e não riam de minhas memórias e inspirações trazidas por devaneios infantis ^^. Até breve, queridos leitores!

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

O Enigma da Lua no My Book Lit e no Just Livros


Saudações, meus queridos leitores! Hoje O Enigma da Lua foi divulgado em dois blogs! Um deles foi o My Book Lit. Confiram clicando AQUI. Eu acho que o pessoal curtiu mais os outros dois livros que foram divulgados, hihihihi, mas o post ficou supimpa, não? Agradeço a Jacqueline por ter divulgado meu trabalho.





Outra divulgação foi feita pela Amanda, do ótimo Just Livros. A postagem ficou linda e estou muito orgulhosa de ser uma "autora amiga" do blog. Agradeço a ela pela oportunidade e pelo interesse: a Amanda me contatou porque também é uma jogadora de RPG e se interessou pela história! Fiquei muito feliz de poder fazer uma parceria com alguém que também cultiva esse vício, hahaha. Além disso ela teve o cuidado de fazer um banner do livro para poder divulgá-lo no blog. Para ver a postagem e conhecer o blog, clique AQUI!

Novamente agradeço a todos vocês que comentam por aqui e que são em grande parte responsáveis pelos ímpetos de loucura coragem que eu sinto de vez em quando e que me fazem ter ânimo para divulgar o livro um pouquinho por aí. Valeu mesmo, pessoal! Vocês são demais.

sábado, 11 de fevereiro de 2012

As Crônicas de Elgalor no Viaje na Leitura

Saudações, queridos leitores! Mais um livro da Asgard Legends foi resenhado pela Andressa, do Viaje na Leitura! E dessa vez tivemos a resenha do incrível As Crônicas de Elgalor, de meu amado Matheus "Odin" Toledo.

Cliquem AQUI e leiam a resenha! Eu recomendo fortemente a leitura para vocês, e lá na resenha há o link para fazer o download de 4 capítulos de graça! Lembrando que temos o livro completo por apenas 4 dinheiros na Asgard Legends! Não percam essa oportunidade de ler uma excelente história.

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012

Personagens - Lafaia

Saudações, queridos leitores! Hoje eu venho apresentar mais um personagem bastante importante no segundo livro. Finalmente temos um humano no grupo, um guerreiro experiente e que  vai dar uma grande ajuda para o pessoal de Silena (e também para certa princesa de Nuvara). Sem mais delongas, vamos lá...

Lafaia, por Angela Takagui
Lafaia

Raça: humano
Idade: 28 anos (no início do livro)
Cabelos e barba: castanhos e levemente grisalhos
Olhos: azuis
Classe: guerreiro

Histórico e personalidade: Lafaia nasceu em Myriar e era filho de um Cavaleiro Branco, Lafar, e de uma clériga da Lua, Andriena. Os dois foram mortos quando o garoto tinha cerca de 8 anos no ataque de Rodrom que dizimou as forças de Myriar. Lafaia sobreviveu e foi criado pelo irmão mais jovem de sua mãe, Telmon, que na época não tinha muito mais do que 18 anos, e sua delicada noiva. Telmon era um jovem dedicado à arte da guerra e também pretendia ingressar na Ordem dos Cavaleiros Brancos, mas seus sonhos foram interrompidos pelo brusco ataque de Rodrom. Ele intensificou seu treinamento e passou a ensinar com afinco o manejo da lança - arma usada por Lafar - a seu sobrinho, incutindo sempre em sua mente que os dois deveriam reerguer juntos aquilo que um dia tinha sido parte da história de suas famílias.
Lafaia, além de ter sido treinado como guerreiro, passou a frequentar os Templos da Lua para ser alfabetizado e educado. O garoto demonstrava disciplina e interesse incomuns para sua idade e Calisandra, a sumo-sacerdotisa dos Templos da Lua que substituíra Alastrina, decidiu secretamente instruí-lo, aos poucos, nos segredos delegados àqueles que participavam da Ordem. Telmon se juntou a eles e por alguns anos os dois passaram a frequentar as aulas com bastante entusiasmo. Enquanto planejavam reerguer a Ordem dos Cavaleiros Brancos, Lafaia e Telmon uniram-se à milícia da cidade quando aquele atingiu seus 18 anos.

Contudo, foi então que a realidade se abateu duramente sobre o rapaz. Durante uma jornada em que escoltavam comerciantes para fora de Myriar, Lafaia e seu pai adotivo foram emboscados por orcs, e Telmon foi ferido gravemente para proteger o jovem rapaz. As criaturas eram maioria e conseguiram subjugar Lafaia e outros dois guerreiros, abandonando Telmon e os comerciantes a sangrar na estrada. Lafaia foi levado para um acampamento onde havia mais pessoas presas e teve seu primeiro contato com os mercadores orcs que vendiam escravos para Rodrom. Em desespero, o rapaz, que também estava ferido, conseguiu fugir de seus captores com as mãos amarradas, mas sabia que seria pego novamente cedo ou tarde. Contudo, seu caminho se cruzou com o de dois um anões, o já famoso Galnor "Machado Sangrento", e Duran "Punho de Martelo", seu companheiro de estrada na época. Eles haviam encontrado Telmon e os comerciantes mortos na estrada e partiram em busca de sobreviventes. Galnor e Duran mataram os orcs que perseguiam o jovem rapaz, dos quais Lafaia tirou uma espada. Com sua ajuda, os anões atingiram o acampamento onde estavam os prisioneiros restantes. Com certa dificuldade, eles foram vitoriosos, mas naquele dia Lafaia levou o corpo de seu pai adotivo para Myriar.

Nos 10 anos que se seguiram a esse evento, Lafaia dedicou-se a caçar esse tipo de escória. Abandonou a milícia de Myriar e passou a viajar em busca de mestres de armas que pudessem treiná-lo da maneira mais eficiente possível. Treinou por algum tempo com os habilidosos guerreiros anões de Kretton e até mesmo com um elfo de cristal, Diel Alirandor, um dos poucos aventureiros desta raça, e um homem proficiente no uso da espada. Ao longo desse tempo, Lafaia conheceu aventureiros e outras pessoas que partilhavam seus ideais, e acabou por formar um pequeno grupo dedicado ao extermínio de criaturas malignas que tornavam-se cada vez mais comuns em toda Lontar.  O grupo começou a ficar conhecido por proteger pequenas cidades e vilas dos temíveis mercadores de escravos, e por desbaratar planos e ataques de necromantes de Rodrom. Por chamar tanta atenção, Lafaia e seus companheiros foram atacados por Valanus, um general do continente obscuro, e um grupo de seus soldados. A luta foi acirrada e no fim Valanus acreditou ter matado todos, mas fugiu extremamente ferido de volta para Rodrom. Lafaia com certeza teria morrido se Drimme, a princesa de Nuvara, não o tivesse visto em suas visões como alguém essencial para o futuro de Edrim e que não poderia perecer... assim, ele foi resgatado quase morto após a batalha e levado para a ilha mágica que a maioria dos habitantes do mundo jamais viu ou verá.

Lafaia é um homem honrado e corajoso, mas também é um tanto soturno e discreto. Essa aparência séria revela num segundo momento uma pessoa tranquila, cortês e bastante comprometida com seus ideais. Lafaia  deseja reerguer a Ordem da qual seu pai participava, mas acredita que o objetivo de tal organização não está apenas em obter um título ou residir em Myriar; Lafaia acredita que seus anos como um cavaleiro andante foram aqueles nos quais realmente viveu e serviu ao propósito da ordem de seu pai. É uma pessoa de bom coração e que jamais hesitará em fazer aquilo que acredita ser certo - no entanto, não é individualista: sabe que suas decisões afetam todos a sua volta e procura sempre ser cauteloso e sensato.

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

Elfos em Edrim

Saudações, queridos leitores! Hoje venho falar um pouco mais sobre os elfos de Edrim. Acho que todo mundo que leu o livro percebeu que os elfos de Silena são um pouco diferentes dos elfos aos quais estamos acostumados, certo? Há tempos que estive pensando em fazer um post por aqui explicitando as diferentes "facções" élficas de Edrim e hoje após ter lidado com leituras acadêmicas de Rodrom resolvi que postar aqui seria uma boa terapia contra o stress =). Bem, mas vamos ao que interessa?

Elfos em Edrim

É dito que os elfos foram criados pela mesma divindade que criou as florestas e seus animais, uma entidade anciã de poder superior ao da Deusa Lua. Quando o planeta Edrim foi criado para conter aqueles que tinham um comportamento avesso ao que as divindades desejavam para suas criações e planetas, tal divindade também levou seus filhos transgressores para lá. Portanto, os elfos passaram a habitar Edrim e por muito tempo guerrearam contra os humanos em uma história de dor e sangue. Dos conflitos e bençãos nascidos entre esses filhos transviados, três tipos de elfos passaram a existir em Edrim. Embora suas origens sejam basicamente as mesmas, as diferenças são grandes...

Elfos de Cristal: São um poderoso clã élfico que vive nas florestas ao sul de Lontar. Os elfos de cristal são remanescentes da época da Grande Guerra que arrependeram-se de seus atos mas que continuaram a trilhar seus caminhos sozinhos. Preferem não trabalhar juntamente a humanos ou anões, mas sabem que o ódio cego por tais raças não deve ser cultivado. Eles mantêm os costumes de seu povo: vivem em meio as florestas e são amantes da natureza e, agora, da paz. Os elfos de cristal acreditam que apenas conseguirão manter seguras as coisas que amam se estiverem longe daquilo que os perturba. As feridas da Grande Guerra jamais se cicatrizaram nos corações deste povo, e eles tem grande dificuldade em confiar naqueles que não são como eles. Por essa razão são bastante militarizados e auto-suficientes. Entre os elfos de cristal estão alguns dos melhores arqueiros e rangers de Edrim, e este é o único povo que também nasce com a magia em seu sangue além dos einar.

Geralmente possuem os cabelos claros e olhos azuis ou verdes, e chegam a idade madura com cerca de 30 anos. Podem viver até 400 anos.

Elfos da Lua, ou "elfos corrompidos": os elfos da Lua são assim chamados por possuírem uma grande ligação com sua maior protetora, a Deusa Lua, que desistiu da ideia de criar o seu próprio povo ou suas próprias dimensões para cuidar daqueles que seus irmãos abandonaram no planeta esquecido. Os elfos da Lua são os elfos que se identificaram com os ideais do cavaleiro humano Soltivan e da princesa élfica Elyadre e os seguiram em uma vida de paz e harmonia com as outras raças após o término da Grande Guerra. Os elfos da lua misturaram-se bastante aos humanos e vivem em cidades normalmente, sendo que é dito que todo elfo da lua carrega um pouco de sangue humano dentro de si. Por isso, eles têm traços um pouco diferenciados dos elfos de cristal, e podem ser mais altos e mais robustos. Os elfos de cristal por muito tempo os chamaram de "elfos corrompidos". Embora tal apelido tenha sido desencorajado gradativamente em meio aos elfos de cristal, que procuram não seguir a trilha de ódio de seus antepassados, ele acabou se tornando uma alcunha comum até mesmo quando se procura ofender algum elfo. Os elfos da lua amam a Deusa e dentre eles estão alguns dos melhores clérigos de Edrim. Ela os abençoa e os patrocina pelo fato de a união entre elfos e humanos ter possibilitado a ela engendrar uma criação em meio aos caos de Edrim. Tal criação partiu do amor nascido entre as duas raças em conflito: surgiram os meio-elfos, seres até então inéditos em todo o universo.

Os elfos da lua possuem cabelos de cores variadas e olhos também. Atingem a maturidade um com cerca de 25 anos e podem viver de 200 a 280 anos.

Dokalfar ou elfos negros: Os dokalfar são os elfos que seguiram pelo caminho do ódio e não mais retornaram. Eles se identificaram com o Senhor das Sombras e por ele foram "abençoados" com escuridão. Os dokalfar odeiam os humanos e também os elfos de cristal e da lua, com quem dividem parentesco, mas odeiam mais ainda os meio-elfos: para eles, meio-elfos são símbolos da corrupção do sangue puro de um elfo, aberrações que jamais deveriam existir. Os dokalfar são cruéis e astutos. São odiados pelas outras raças, inclusive por orcs e outros povos predominantemente malignos, por sua arrogância e facilidade em trair. Por isso foram caçados com ferocidade depois da Grande Guerra. Passaram a se refugiar em florestas pantanosas, enquanto seus pequenos clãs foram ficando cada vez menores. O extermínio de muitos dokalfar quase fez a raça desaparecer, mas os remanescentes sonham com o levante do Senhor do Escuro e com o ressurgimento de novos dokalfar entre os elfos que forem fortes o bastante para admitirem seus reais desejos de dominação e superioridade.

Os dokalfar tem a pele negro-acinzentada e olhos sempre muito claros ou vermelhos. Seus cabelos são geralmente brancos. Eles atingem a maturidade por volta dos 30 anos e também podem viver cerca de 4 séculos.

É isso! Espero que gostem!

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

Firlan e Fierna

Saudações, queridos leitores! Enquanto a minha dissertação me impede de fazer uma descrição mais detalhada desses dois vilões (farei isso em breve, prometo), deixo-vos apenas com um desenho lindo da Angela. Esse vai para o livro 2, que está em produção, logo no primeiro capítulo! E logo, logo, como prometido para a Amanda eu prometo trazer spoilers informações sobre o "par" da Drimme...


Fato: eu fiquei com medo desses olhos do Firlan. Valeu Angela!

Espero que gostem e comentem!

sábado, 4 de fevereiro de 2012

RESULTADO DO SORTEIO: O Enigma da Lua

SAUDAÇÕES, nobres leitores! Rufem os tambores!!!! Eis que o resultado do sorteio CHEGOU!!

Como já passa da meia-noite e estamos já no dia 4 (apesar de a postagem estar sendo marcada como do dia 3, juro que já é dia 4!), realizei o danado. Vamos ver quem ganhou?

Tirando os comentários de pessoas que não estavam participando, tivemos 12 concorrentes. Numerei-os de acordo com a ordem dos comentários:

1 – Gisele Bizarra
2 – Angela
3 – Lisieux
4 – Torinks
5 – Jacó Galtran (RPG Forever)
6 – Thales
7 – Saulo Henrique
8 – Geovana
9 – Filipe Dias
10 – Javo
11 – Thaís
12 – Thiago 

O sr. Random.org sorteou para mim um número entre os 12. Quer saber qual foi? Eis aqui: 


PARABÉNS ANGELA!!!!

Gente, ela merece! Dia 2 foi aniversário da minha ilustradora e a pobretona aqui nunca havia dado uma versão impressa para a Angela, nem em espiral... ô loco, né?

Novamente quero agradecer a todos vocês e dizer que se eu pudesse daria um exemplar a TODOS!!! O dia em que eu virar uma autora consagrada (ahahahahahaha) eu prometo que faço isso. 

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

Sorteio chegando e capa!

Saudações, queridos leitores! Amanhã será o sorteio da edição impressa e apenas gostaria de agradecer a vocês, antes de tudo, pela participação. Ao todo foram 12 pessoas (tirando meus comentários, os do Odin e do Frodo) interessadas, e eu fiquei muito contente com isso. Pensei que só seriam umas três, quatro e olha lá, hehehehe.

Outro fato pelo qual devo agradecer foram os comentários de vocês lá na resenha do Viaje na Leitura. Não tenho nem palavras para dizer o quanto esses incentivos têm sido importantes e recompensadores. Isso me faz ter mais vontade de escrever, de criar uma história cada vez melhor (dentro das minhas humildes possibilidades, é claro, hehehe), e de publicar o livro. Não vou ficar batendo na mesma tecla, mas realmente minha gratidão a vocês é infinita.

Enfim. Chega de mimimi sentimental e vambora mostrar uma coisa legal! Amanhã quem ganhar o livro vai ter uma capinha bem bonita, vejam só que bacaninha:

Clique para aumentar!

Ai que "orguilho"! Tem orelhinhas, lombada... quando vi a imagem no clube de autores fiquei bem feliz. Eu já recebi o livro da Gisele aqui em casa ontem (menina, ficou lindo, hein? Diagramação 10, capa 10, tudo!) e posso dizer que o acabamento é muito bom, a qualidade do livro é ótima. Demora um pouquinho para chegar porque eles confeccionam livro por livro, mas vale a pena. Eu espero que o Clube de Autores consiga crescer bastante a ponto de poder baratear os livros, porque daí será mesmo perfeito!

Bom, por hoje é isso, pessoal! Amanhã tem o sorteio, e se alguém ainda quiser se inscrever atrasadinho, clique AQUI!