sábado, 7 de abril de 2012

666 - Caçadores de Demônios

Eu não gosto de escrever resenhas de livros. Como escritora, eu não me sinto bem no papel de avaliar/criticar a obra dos outros por saber de tantas falhas que a minha própria escrita possuí. Mas, como a única coisa que o autor Tim Marvim me pediu em troca do livro dele foi que eu desse a minha opinião e falasse da obra, aqui estou eu para quebrar o meu hábito!

666 - Caçadores de Demônios conta a história de Michael, um jovem que inicialmente encontra-se em carreira eclesiástica no convento de Santa Maria Delle Grazie, mas que logo se vê envolto em uma trama repleta de enigmas, segredos milenares da igreja, perseguições e perigo. Acusado injustamente de assassinar seu melhor amigo dentro do convento, frei Abelardo, Michael se vê obrigado a fugir e montar as peças de um quebra-cabeça composto por pistas que estão espalhadas em três obras que ele encontra em uma biblioteca secreta em Santa Maria Delle Grazie. A principal delas é o diário do último mestre templário, o lendário Jacques de Molay, que contêm importantes informações e uma revelação capaz de abalar toda a estrutura da Igreja Católica.

Sou suspeita para falar sobre o livro pois adoro tramas que envolvam mistérios e intrigas relacionadas à igreja. Sim, eu adoro as histórias de Dan Brown (por mais que tenha gente que torça o nariz, sim, eu gosto!) e se você é um fã do gênero não hesite em ler 666 - Caçadores de Demônios. Além de traçar uma narrativa intrincada, Tim ainda possui uma habilidade de escrita que confesso ter me deixado embasbacada. A linguagem utilizada por ele foi um dos pontos que mais me chamou atenção para além da história, pois flui maravilhosamente bem mas não é simplória: é de certa forma rebuscada mas utilizada de forma precisa e agradável. Não há partes truncadas ou difíceis de se visualizar. Tudo é muito claro e excelentemente retratado. Realmente fiquei impressionada!

A história cobre a procura de Michael pelas sete torres do demônio (nas quais ele encontrará pistas que o levarão ao seu objetivo maior) juntamente à sua parceira Michele. No entanto, o livro é dividido em duas partes, e, na primeira, somos apresentados à investigação de Michael acerca daquilo que ele ainda não entende e temos uma alternação de épocas entre os capítulos: Tim também narra acontecimentos históricos que têm relação direta com os mistérios que Michael investiga, e eu particularmente adorei essa estratégia. Na segunda parte, o livro se foca na busca pelas torres e na resolução concreta do mistério, com Michael correndo por sua vida e pelo destino da própria humanidade!

A história lida com temas delicados e interessantes, e vai ligando seus pontos aos poucos, de modo que você realmente descobre com o protagonista o que vai ocorrer (e é isso que eu adoro nesse tipo de livro!). O livro também tem um toque de sobrenatural, com demônios e seres diabólicos fazendo parte de nossas realidades concretamente! Temos um final surpreendente e até mesmo brusco, mas não em um mal sentido! No começo, a minha única ressalva foi a rapidez do romance entre Michael e Michele, mas até mesmo isso não aconteceu ao acaso, há um motivo para que ele e ela tenham se entregado rapidamente um ao outro. Isso foi bastante interessante, e se você ler com atenção, verá que o Tim deixa suas pistas ao longo da história sobre a natureza e o destino desses dois amantes.

Falsos profetas, Nostradamus, apocalipse, códigos de barra, numerologia, monumentos históricos, um tesouro escondido, e pessoas que não são o que parecem: tudo isso está presente no livro e interligado em uma narrativa rápida e enigmática. Quem é que não gosta de viajar pelos locais mais fascinantes da Europa investigando uma boa teoria da conspiração? Gente, eu amo muito tudo isso.

A capa tem extrema relação com a história (gosto disso!) e o interior do livro é lindo, com fotos, imagens e uma gravura de página inteira de São Miguel de encher os olhos (digo isso porque sou fascinada pelo Arcanjo Miguel e suas representações). Aliás, a passagem dos personagens pelo Monte San Michel me encantou. Um dos meus sonhos é visitar esse lugar e com certeza amei vê-lo tão bem descrito no livro, porque me senti lá!    

Enfim, fica claro que não sou boa em escrever resenhas, então, minha palavra final, é: RECOMENDO!!!
Conheçam melhor o trabalho do Tim clicando AQUI. Vale a pena, e se você quiser, pode até mesmo adquirir o livro pelo SKOOB trocando-o com o Tim por um outro que você tenha. Além disso, o preço do livro autografado é ultra amigo: 20,00 com frete! Só não lê quem não quer pessoal, e vale a pena conhecer essa história.

6 comentários:

  1. Excelente resenha, muito clara e objetiva!

    ResponderExcluir
  2. Adorei a resenha e vou adicionar o livro na minha lista de leitura^^

    ResponderExcluir
  3. Obrigada pessoal! Essa é minha primeira resenha e tive bastante dificuldade para escrever... *_*

    ResponderExcluir
  4. Olá, Liége, tudo bem? Poxa, esta foi sua primeira resenha? Fiquei realmente comovido e tocado pelas suas palavras. Acho que seu texto está muito bem escrito e tocou nos pontos fundamentais do livro. Gostei muito, muito mesmo! Posso reproduzi-la lá no meu blog?
    Abração!
    Tim Marvim

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foi sim, Tim, demorei um bocado para escrever, mas no fim acho que fiquei satisfeita. Fico muito feliz que você gostou, muito mesmo! Pode reproduzir com certeza! Ficarei honrada!

      Excluir
    2. E parabéns pelo livro, aliás, eu gostei muito mesmo. Fiquei fascinada pelos detalhes, pela narrativa, pela história, foi uma leitura muito bacana! Agradeço muito pela oportunidade que você me deu de lê-lo!

      Excluir