segunda-feira, 27 de maio de 2013

O Enigma da Lua na Amazon!

Saudações, queridos leitores!

Hoje vim trazer boas novidades. Já fazia um tempinho que eu estava querendo colocar O Enigma da Lua na Amazon e, com uma ajudinha da Melissa de Sá (valeu, Melissa!!), finalmente consegui engrenar o bichinho por lá. 

Sim, minhas queridas pessoas, agora O Enigma da Lua - A Centésima Vida está na Amazon, disponível para kindles e outras coisas desse gênero. Não vou dizer que foi fácil, porque arrumar a diagramação para esses trens aparelhinhos é um saco trabalhoso. Creio também que não ficou perfeito, mas ficou o melhor que pude fazer. 

Gostaria de ter colocado o livro a um preço bem baixinho, mas a Amazon "toma" uma boa parte do lucro, e como eu tenho dois trabalhos a valorizar, o meu, afinal, e o da Angela, que deu alma e capa ao livro, ficamos nos R$ 8,00. Não era o que eu queria, mas creio que não seja um preço exorbitante. 

Ah, e não se preocupe se você não tem um kindle ou coisa assim. A Amazon deixa você baixar uma espécie de aplicativo para ler esse formato especial dela no computador, e é bem fácil. Tá, pode parecer bobo eu explicar, mas até comprar por lá eu não sabia disso. 

Enfim, pessoas, é isso. Peço que, se vocês puderem e tiverem saco, entrem na página do livro clicando AQUI e avaliem a comentem. Se algum amigo escritor quiser uma mão para fazer o mesmo e disponibilizar sua obra na Amazon, estou à disposição!

Por fim, mas não menos importante: nosso estimado amigo Jacó Galtran fez duas resenhas muito especiais em seu blog Autores Independentes nas últimas semanas: uma é a de Amberblades, da Gisele Bizarra, e outra é de As Crônicas de Elgalor - O prenúncio da tempestade, do meu querido marido Odin. Vocês sabem o quanto gosto e recomendo as duas obras, então peço que prestigiem o trabalho do Jaco e desses dois autores.   

Sem mais, pessoal. Por hoje é só. Fica registrada minha alegria por ter conseguido botar meu humilde livrinho nessa grande loja virtual XD. 

segunda-feira, 20 de maio de 2013

Trilhas sonoras inusitadas - I

Hoje, porque eu estou me sentindo mais lesada do que de costume, resolvi que iria criar uma nova série de posts, que não sei se levarei adiante. Esperemos.

O fato é esse: vira e mexe, eu escuto uma música ou outra que tem tudo a ver com O Enigma da Lua ou seus personagens. Mas que não combina absolutamente em nada (ou quase nada) com todo o clima do livro. Sabe? Uma coisa breguinha ali, uma musiquinha dos anos 80 lá....

E assim chegamos a algo que eu devo confessar.

Eu gosto de Roupa Nova.

"Maaaaais que a luz das estrela-a-as AAAHHH"

DONAAAAAA DESSES TRAIÇOEIROS SONHOOOOOS SEMPRE VERDADEIROS!!!! Todos canta com as mãozinhas pra cima \o/!!!

Eu fui uma criança que assistiu novelas nos anos 90, e eu acho que toda novela tinha uma música do Roupa Nova.  E olha, eu duvido que haja alguém da minha idade que não conheça uma ou duas melodias desses ex-rapazes que dormem no formol.

Daí que sábado fui com minha sogra assistir show do Roupa Nova AI É MUITA EMOÇÃO, GENTE!

(falei que eu estava lesada).

Lá estava eu cantando a minha canção favorita deles a plenos pulmões: A Viagem (da novela homônima). De repente me toquei do quanto ela tinha tudo e mais um pouco a ver com a história da Elora e do Laucian.

Sim, porque o "eu lírico" da música está falando que está reencarnando por causa da amada e depois de tempos (100 vidas no caso do nosso meio-elfo) vai finalmente reencontrá-la. E é ela, a donzela, que o está guiando em meio a essa grande viagem emocionante. Sente a emoção:

"Na escuridão o teu olhar me iluminava,
E minha estrela-guia era o teu riso [...]
Em cada solidão vencida eu desejava
O reencontro com teu corpo abriiiiiiiiiigo".

Pronto, agora que eu já confessei todo o meu lado brega, mas que me faz feliz, vamos à música. Gente, tem tudo a ver.

SE O ENIGMA DA LUA FOSSE UMA NOVELA DOS ANOS 90, a trilha seria...

E assim acabamos com o post I de trilhas sonoras inusitadas! Peço que não riam de mim nos comentários. XD.

Ah! Sugestões de músicas esquisitas são bem-vindas!

ATUALIZANDO O POST:

A Ana me lembrou nos comentários de outra do Roupa Nova que casa bem com O Enigma da Lua: A Lenda. Por motivos de: fala da lua e tem cara de música de BARDO!



Olha, sinceramente A Lenda tem cara de Myron e Valenia ♥. 

segunda-feira, 13 de maio de 2013

Blog Autores Independentes, por Jacó Galtran

Saudações, nobres leitores! Hoje estou aqui para tratar de algo muito importante. Muito mesmo. Diz respeito a uma iniciativa que muito admiro, e que espero que possa trazer ao seu idealizador o reconhecimento que ele justamente busca e merece. 

Ao entrar na blogosfera rpgística como "Astreya", lá pelos idos de 2010, eu tive o prazer de encontrar pessoas que, além de gostarem de RPG, também tinham amor pela escrita (como eu). A primeira dessas pessoas foi o amigo Jacó Galtran, e me lembro muito bem de ter ficado bastante impressionada com a qualidade do que ele escrevia em seu blog. E também com sua dedicação. Ao longo desses anos, enquanto eu praticamente só escrevi dois contos na minha vida, e estou sofrendo para concluir um segundo livro, o Jacó tem um vasto repertório de contos em seu blog, o Contos de RPG, já lançou um PDF compilando alguns de seus escritos, colabora com seu talento no blog "Dragões do Sol Negro", escreveu um conto de mais de 20 páginas chamado "Guerra nos nove mundos"  (baixe GRATUITAMENTE AQUI), inspirado pelo Asgard RPG do meu querido Odin, mantem uma série de super-sentai brasileiro no blog Jacohrangers, religiosamente atualizado,  já escreveu um romance (ótimo demais - sim, eu já li!! Tive essa honra), e está escrevendo mais outros dois, enfim...é alguém que corre atrás do seu próprio sonho. E que tem muito talento, diga-se de passagem.

Recentemente, Jacó iniciou uma nova empreitada - o blog Autores Independentes. A partir daqui, deixo que as palavras dele mesmo expliquem do que se trata essa iniciativa: 

"Sou Jacó Galtran, autor, blogueiro e apaixonado por literatura fantástica. Minha paixão por livros e meu desejo não realizado de publicação foram o que me motivaram a criar este blog.

Aqui, minha intenção é resenhar em forma de "podcast" obras nacionais escritas por autores iniciantes que não conseguiram publicar pelas assim chamadas "grandes editoras", tampouco conseguiram divulgar seus trabalhos tão satisfatoriamente quanto gostariam.

Os livros que resenharei sempre serão comprados por mim (pois sei bem que autores independentes NÃO TÊM exemplares sobrando para distribuírem por aí) e analisados com total sinceridade. Meu objetivo é auxiliar na divulgação de novos autores, mas sem deixar de apontar eventuais erros, caso eu ache que existam. 

 Como o espaço democrático que se propõe a ser, o "Autores independentes" ficará feliz em receber seus comentários, críticas, sugestões, reclamações, análises e qualquer outra coisa. Vocês também poderão entrar em contato diretamente comigo através do e-mail jacogaltran@gmail.com 

Volto em breve com a primeira resenha de um "livro independente". 

Abraços e nos vemos mais tarde". 

Acho que não preciso nem dizer o quanto acho a iniciativa bacana, admirável e legal, e também o quanto eu gostaria que vocês visitassem e divulgassem o novo blog do Jacó. Pra quem já não clicou no link ali em cima, por favor, prestigie o blog clicando AQUI.

Jacó já fez sua primeira resenha em podcast. Sabem de qual livro?

É gente, não foi fácil conter a empolgação e não sair pulando pela casa. O Enigma da Lua teve a honra de ser o primeiro livro resenhado no Autores Independentes. Deem uma olhada no post e vocês verão que tive muitos motivos para ter terminado o domingo com um sorrisão na cara (e olha que eu odeio final de domingo).

É isso, pessoal. O objetivo aqui não foi apenas o de divulgar a iniciativa de um amigo, mas de chamar a atenção para o trabalho do Jacó, que merece ser (re)conhecido pelo que faz, assim como outros escritores que tive a alegria de conhecer por meio desse blog e do Cancioneiro. Torço por todos vocês, pessoal, e que a gente encontre forças para trilhar esse caminho literário!

quinta-feira, 9 de maio de 2013

Para saber: o que você vai encontrar em O Enigma da Lua?

Saudações, queridos leitores! Já estava com saudades de escrever por aqui! Possuída pelo ritmo de "sexta-feira-está-chegando-sinto-alegria-de-viver", resolvi escrever mais uma postagem cujo esboço mental eu já andava fazendo há algum tempo. Vamos lá! 

Eu acho que todos nós já fomos enganados por uma sinopse ou um trailer na vida. Sinopses de livros e trailers de filmes são, em essência, resumos do conteúdo de alguma obra, e geralmente não conseguem abarcar todas as nuances daquilo que representam. Aliás, posso abrir um parêntesis para falar que eu admiro pessoas que conseguem escrever boas sinopses, daquelas instigantes, bem legais, que te deixam com vontade de ler o livro?? 

É porque eu acho a sinopse que eu escrevi de "A Centésima Vida" bem meh, mas foi o melhor que consegui da minha mente que adora ser prolixa. 

Enfim, continuando... muitas vezes uma sinopse nos atrai, mas mesmo assim não sabemos muito bem o que encontraremos no livro. Daí, lá no meio da leitura, opa! Que surpresa... não sabia que esse livro trataria desse assunto... ou teria esse conteúdo... 

Enfim, essa surpresa é natural e acredito que seja até esperada, mas penso que muitas vezes saber algumas coisas de antemão pode evitar uma leitura decepcionante, com a qual você não se identifica... então resolvi fazer uma listinha de "coisas que você encontrará em O Enigma da Lua" para quem passar por aqui. Coisas que talvez não sejam apreensíveis pela sinopse. Vamos lá, então, hoje com a ajuda dos poderes da Disney (e da Rainha): 

 O que você vai encontrar em O Enigma da Lua?

1 - Reencarnação.

Eu morri mas voltei com o poder do amor, HÁ!
Tem muita gente que não gosta desse tema, principalmente por convicções e crenças pessoais. Claro que meu objetivo no livro não é passar nenhuma doutrina! Esse elemento está lá simplesmente porque é importante para a história que eu criei e pronto. Não é o centro de tudo, e eu até acho (espero) que o tema está presente no livro de uma forma bem "natural", digamos. Afinal, o livro é de fantasia, há uma ambientação e a reencarnação está lá no meio. Assim como elementos meio... "pagãos", como uma Deusa Lua, rituais, magia, elfos... hehehe. Se você não curte essas temáticas, essa não é a história para você. 

2 - "O bem vence o mal... espanta o temporal... o azul, o amarelo, tudo é muito belo!". (pra quem não lembra, favor clicar AQUI).  

EVIL!!! EVIL!!!! EEEEEEEVIL!!!

Bem, bem, essa história é uma história clássica de bem X mal e pronto. Não significa que todos os personagens são paladinos do bem com caráter irrepreensível e que não sentem raiva, inveja ou medo. Não confundo "bem" com perfeição ou ingenuidade (ou lições de moral à lá He-Man XD). Mas é fato que, para mim, "heróis" ou protagonistas de uma história com esse clima de aventura que a gente curtia na sessão da tarde (Ai, como eu amava Willow - na terra da magia) tem que ser essencialmente bondosos. Portanto, como resultado temos o velho embate entre luz e trevas. Sim.   

3 - Personagens jovens. 

Os personagens principais são jovens. Acredito que eles tenham atitudes de gente jovem, portanto. Não é um livro de temas pesados, e o pessoal que leu me disse que ele é bem leve. 

4 - Romance!! 


GAAAAH, eu sempre choro, ME JULGUEM
Temos bastante romance, acredito eu. Só que o foco não está em um casal só, e nem mesmo apenas no romance (embora ele seja uma parte muito, muito central no livro - a meu ver). Outra coisa: não temos descrições arrebatadas de toda a beleza e das maravilhas dos personagens. Eu particularmente tenho arrepio do que eu apelido de "descrições aduladoras" por parte do narrador - sabe quando você não aguenta mais o dito cujo repetindo o quanto o personagem é maravilhoso, o quanto o fulano ou a ciclana são lindos(as), inteligentes, ágeis, e etc...? Gente, não rola para mim. Gaston feelings...

Não. Não. Simplesmente não. 

Minha reação nesses casos geralmente vai nesse sentido: 

Não estou impressionada. Cortem-lhe a cabeça. 
Portanto, eu tentei ser discreta e comedida na descrição dos meus personagens. E também tentei ser contida no desenvolvimento dos romances... quem já leu pode até dar seus pitacos sobre isso...

Ah, outro ponto... nessa onda de 50 tons de cinza é bom ressaltar... não espere "cenas calientes". Sabe... não orna  com o livro. E vou ser sincera, eu não sou uma pessoa que curte, exatamente, escrever nesse estilo mais "quente". Não significa que o livro nunca vá ter envolvimentos mais profundos entre os casais, mas certamente as coisas serão bem sutis e delicadas nesse sentido.

5 - Batalhas 

Nada é muito violento, eu acho, mas você encontrará batalhas e gente sangrando. 



***

É isso, gente. Não sei até que ponto fui repetitiva e falei sobre coisas que já são óbvias, mas espero eu que isso possa ajudar pessoas novas que passam por aqui (vai que, né?). Outros elementos ficaram de fora, como a influência do RPG, mas não quero deixar isso aqui maior do que já está. :)

Se alguém que já leu o livro tiver a paciência de ler o post, gostaria de saber se minha visão está "acertada", XD. Há algum outro elemento que acham que vale a pena comentar? Quais foram suas impressões ao ler? Algum tema os incomodou?  

É isso, pessoal! Volto em breve, com mais postagens!