quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

Temas que gostaria de abordar e ler sobre!

Saudações, meus queridos leitores! Esse post foi inspirado por uma ideia muito bacana da escritora Karen Alvares. A Karen listou dez temas que ela mais quer ler/escrever em uma postagem hoje, e eu não pude evitar a coceira nos dedos para fazer algo parecido por aqui. Mesmo porque gostaria de partilhar com vocês alguns de meus planos futuros que não tenho certeza nenhuma de que vão se concretizar. Então, nada melhor do que falar sobre os temas sobre os quais gostaria de escrever - e obviamente ler também. Eu não atingirei dez, mas... Vamos lá! VEM COMIGOOO!!!

1 - Mitologia Árabe

Capa de Throne of the Crescent Moon, de Saladin Ahmed
Eu gosto muito da mitologia árabe, acho ela diferente, interessante, inspiradora. Existe muita coisa fascinante na cultura e tradição desses povos, e temos pouca fantasia que se inspire nessa temática. Não adianta, cada vez mais me sinto compelida a escrever algo ambientado em um cenário com ares de Mil e uma Noites e meu plano, depois de terminar O Enigma da Lua, é escrever um romance envolvendo Sawad, o reino desértico de Edrim. Recentemente, na Amazon, adquiri o livro "Throne of the Crescent Moon", do escritor Saladin Ahmed, para mergulhar em uma fantasia que mude um pouco de ares e me leve para desertos arenosos com palácios de cúpulas redondas e oníricos minaretes! Vamos ver se eu consigo encarar essa leitura em inglês.  

Com licença:


Sim, eu me empolguei. Eu assistia Aladdin com minha mana todo santo dia quando era pequena.

P.S: Por rangers-medjai!!!!! Ardeth Bay RULES!!! (Alguém mais adorava/adora/ama muito A Múmia e O Retorno da Múmia?? E O Décimo Terceiro Guerreiro?? AAAH, AS LEMBRANÇAS!!! OS SENTIMENTOS!!).

2 - Aliens.

Giorgio Tsoukalos, como não amar? AS MELHORES SUPOSIÇÕES!
Os Greys, Anunnaki, Nibiru, Ashtar Sheran, teoria do astronauta antigo... gente, é só pesquisar esses termos e você verá a pá de histórias e possibilidades legais. Sério. A questão aqui não é acreditar ou não (I WANT TO BELIEVE - Mulder, Fox, 1993), e sim imaginar as histórias que podem ser criadas a partir de tantas possibilidades. O assunto aliens é inesgotável (temos filmes ternos e violentos sobre o assunto, cobrindo vários pontos de vista!). Tendo sido criada em um lar "nova era" com um símbolo de pouso alienígena pintado no chão do quintal, eu conheço muitas teorias. Tendo sido uma fã incondicional de Arquivo X na infância, não poderia deixar nossos queridos ETs de fora. 

Com licença:



E com licença para colocar o melhor poster inspirado em Arquivo X do mundo:

PLEASE
3 - Música

Não é novidade para ninguém aqui o quanto eu amo música. Eu gostaria de poder escrever algo que tivesse a música como tema principal. O Enigma da Lua tem duas bardas, mas o foco não está no desenvolvimento delas como trovadoras, como vocês que já leram puderam perceber. Se um dia conseguisse, gostaria de desenvolver uma história sobre algum trovador/escaldo/compositor/músico que lidasse bastante com o tema. Aliás, falando sobre compositores, sou fascinada pelas cartas de Beethoven à sua amada imortal, e quando era pequena sonhava que escreveria um romance sobre isso. Mas é culpa de meu pai, que me fez assistir Minha Amada Imortal em loop infinito. Outro conceito que seria bacana ver abordado em um livro é o da música das esferas.

E deixo aqui uma música que sempre me dá vontade de escrever um livro inteiro baseado nela:



4 - Docência

Como professora, gostaria de escrever algo que retratasse minha profissão, envolvendo os tempos atuais e nossa própria realidade aqui mesmo, no Brasil. São tantas experiências que a gente compartilha com os colegas de trabalho, tantas situações divertidas (e tensas), tantas coisas... uma escola é um micro-universo e acho interessante como a ficção adora retratar advogados, médicos, policiais, cantores, etc, etc, mas exclui tantas outras profissões que têm histórias ótimas para contar. Uma das coisas que eu gostei muito em O Castelo das Águias foi o foco nos professores! Geralmente, quando uma história se passa dentro de uma escola, a história está centrada nos alunos, e não nos mestres. Mas a Ana Lúcia Merege provou que professores podem ser personagens legais XD. E mesmo Harry Potter sempre nos trazia docentes muito do interessantes, não? Eu adoro a Minerva e o Snape também. 

E deixo aqui a música que sempre toca na minha cabeça quando estou em sala. Sem ironias.


Yesterday também não seria tão ruim.

5 - Animais.

Adoro animais. Animal Planet é um dos canais mais assistidos aqui em casa e eu realmente me divirto, me emociono e aprendo assistindo documentários sobre a vida dos bichinhos, ou então O Encantador de Cães (Cesar Millan!). Gostaria de escrever uma história com elefantes. Muitos elefantes. Porque eu os adoro e são animais fascinantes, capazes de coisas incríveis. Quando eu li As Aventuras de Pi (e também quando assisti o filme), foi impossível não me apaixonar pelo zoológico do pai de Pi e pelo tigre Richard Parker. Histórias com e sobre animais podem ser maravilhosas. E eu ainda vou fazer uma personagem em homenagem a Kimie, minha querida cadelinha "salsicha".

Com licença:


Impossível. Não. Chorar.

6 - O Mar.

O mar. Eu o amo. É um tema por si só. Possibilidades infinitas. Terror, fantasia, sobrevivência, tudo pode ser abordado, tudo pode acontecer no mar. Beleza, infinito, morte, vida. Novamente cito As Aventuras de Pi. Nele o mar é quase um personagem, e ele nos faz sofrer, mas também é capaz de extrema plenitude. Puxa vida, o quanto não se pode dizer sobre o mar! É, eu nunca entendi a Ariel!

P.S. Histórias sobre piratas e bucaneiros! Iupi!!!


Clima de ~pirataria~ ME DÊ MEU RUM!

7 - Gótico.

As pessoas tendem a pensar que gótico é aquela pessoa que se veste de preto e usa colares de pentagramas, mas não é só isso não XD. Em termos de literatura, as narrativas que são chamadas "góticas" são muito interessantes. Geralmente elas envolvem cenários medievais e protagonistas trágicos. Mas não só. A literatura gótica tem bastante a ver com o romantismo - temos os temas da morte, do amor, da pureza, da escuridão... mas ela também lida com o medo, com o terror que o ser humano tem de si mesmo. Muitas histórias góticas versam sobre a podridão do homem por detrás das máscaras, temática retratada em O Retrato de Dorian Gray, por exemplo. O amor é sempre visto como o elemento redentor, mas ele nem sempre se concretiza. Um bom exemplo de narrativa gótica é O Fantasma da Ópera (leiam o livro, é lindo!) - e em terras nacionais posso citar Noite na Taverna, de Álvares de Azevedo. No RPG, lembro de ter me apaixonado pelo cenário Ravenloft, e sempre quis escrever algo que envolvesse uma ambientação mais sombria, mas, ao mesmo tempo, bastante romântica.... ai, ai, ai...


Eu ainda não me conformo que a Christine achava que esse cara assustador que aparecia para ela no espelho era um anjo, mas ainda assim.... essa música, esse dueto♥

Há muitos outros temas... cultura japonesa, indiana, xamanismo, misticismo em geral, lendas da Atlântida, Irlanda, celtas, contos de fada... mas fico por aqui, porque não quero me estender demais e nem correr o risco de cometer erros sobre temas os quais ainda não pesquisei o bastante. Tudo o que sei é que eu tenho pressa e muita coisa me interessa!

18 comentários:

  1. Esta é uma bela lista, e gostaria muito que escrevesses um livro sobre cada um destes nobres temas, especialmente mitologia árabe, assunto extremamente difícil de se ler atualmente, e também sobre animais.

    E, claro, os saudosos/ onipresentes "Aliens" do History Channel...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, querido Odin! Sim, a mitologia árabe é muito interessante e você sabe o quanto gosto de pesquisar sobre a cultura e a religião desses povos. Certamente eu vou escrever algo baseado nisso um dia...

      ALIENS! Você que sabe o quanto eu me divirto assistindo os programas no History Channel! As possibilidades de criar histórias são muito legais :D.

      Excluir
  2. Primeira coisa que eu tenho que dizer é que agora tô ouvindo todo o vídeo dos Beatles aqui e vou manter o post aberto um tempão... kkkkkkkkkkkkk

    Liége, adorei teu post e os teus temas! Agora que li tua explicação, acho que eu já escrevi uns contos góticos e nem sabia! Acho que pelo menos um de Horror em Gotas é nesse estilo! Você abriu um mundo novo pra mim! hahahahahaha :D

    Agora... ETs! AAAAAAAAAAAHHH que medo, eu tenho medo de ETs, aiaiaiai Yukito, OMG O_O

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahaha, Karen, em um primeiro momento eu não percebi que o vídeo tinha o álbum inteiro, mas depois que eu vi achei um barato, mesmo porque a qualidade das músicas está ótima. Daí deixei! Isso mesmo, música para acompanhar a manhã!

      Karen, na faculdade tive uma professora que explicou esse conceito de literatura gótica (o primeiro livro considerado gótico é O Castelo de Otranto - eu quero ler um dia!), e até chegamos a apresentar um artigo sobre isso em um evento. É muito legal mesmo. Certamente você já deve ter escrito algo nessa linha - e agora estou ainda mais animada para ler Horror em Gotas \o/. Sim, sim, vamos entrar nesse novo mundo XD...

      Na verdade eu também tenho medo de ETs. Quando eu era pequena eu vivia tendo pesadelos em que era abduzida, até por causa do símbolo que meus pais tinham pintado no quintal (eu achava que um dia uma nave pousaria ali mesmo!). Mas é um tema interessante, ainda mais porque podemos pensar em inúmeras possibilidades de povos em outros planetas (e não só os ETs verdes e cabeçudos). E olha, ETs podem ser um tema muito aterrorizante para um conto de terror, não?

      Como disse ET Bilu, "busquem conhecimento"!

      Excluir
  3. Que lista legal!

    Eu também adoro mitologia árabe,tenho uma super atração por As mIl e uma noites e também assistia Aladin quando criança (ainda sei as músicas rs).

    Morro de medo de aliens, mas gosto muito de Arquivo X também. Só escreveria sobre eles numa ambientação space opera ou algo no estilo.

    E gótico é super legal! Eu gosto muito de gótico e acho que a Karen escreve gótico há anos e não sabia. rs

    Guerreiro desértico em Edrim. Eu queeeeeeeeeero!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mitologia árabe é muito legal, Melissa! Tem tantos temas bacanas para se desenvolver que é difícil escolher um, mas esse está no topo para mim! Aliens são divertidos mas não sei muito bem como eu poderia lidar com eles em uma história ainda. Gótico é muito legal.

      Siiiim, em breve teremos guerreiros desérticos em Edrim!! Eeeee! E no terceiro livro já aparece uma descendente do povo de Sawad logo no começo :D.

      Excluir
  4. Todos são ótimos temas. Venho lendo e escrevendo sobre terror e também o bom e velho Cyberpunk, recomendo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também tenho lido mais sobre terror, nobre Mostarda Man. Apesar de ser um tema que me assusta, é ótimo para desenvolver contos e histórias menores! Cyberpunk não me atrai muito porque confesso que não gosto de lidar com cenários "futuristas" e que lidam com tecnologia, mas apesar disso acho bacana que o gênero lida muitas vezes com personagens às margens da sociedade. Para quem gosta desse clima, é um prato cheio mesmo.

      Excluir
  5. UHUUUUUUUUUU!!!!

    Adorei os temas ^^

    Adoro Throne of the Crescent Moon e adoraria ler mais sobre histórias tipo mil e uma noites! Também amo bichinhos e boas histórias góticas ^^

    Bom, já fica avisado: O que você escrever, lerei com o maior prazer!

    Beijos da Amanda ^^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. IUPI!! Obrigada, Amanda!! Com certeza esses temas podem render ótimas histórias mesmo! Você já leu Throne of the Crescent Moon!! Que legal! Aqui no Brasil quase ninguém conhece, eu encontrei por acaso na Amazon,amei a capa e achei o máximo que fosse uma fantasia "árabe". Preciso ler!

      E lembre-se que as minhas histórias sempre terão garantia 100% de romance XD!

      Excluir
  6. Oi Liége!! (Aqui é o André)

    Muito legal o post! Achei muito bons os temas e, assim como achei que você se deu muito bem em um tema diferenciado no seu conto para Excalibur, tenho certeza que sairiam ótimas histórias nessas temáticas. Em especial sou bastante fã de história de Alienígenas que você citou rsrs E também sobre dinossauros e viagens no tempo. Gosto muito também de histórias de vingança, como no Conde de Monte Cristo. Enfim, valeria você arriscar um conto em cada um desses temas hein? Abração!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahaha, aliens são muito legais, André. Quando eu era pequena também adorava dinossauros, por causa de Jurassic Park, mas olha, não sei se consigo escrever sobre eles, viu XD. Viagem no tempo é um tema super bacana também, e histórias de vingança são ótemas! O bom é que elas se encaixam bem em todo o tipo de história, e uma narrativa gótica com vingança ia ser muito legal.

      O primeiro conto com temática árabe já está no forno aqui, hehehehe...

      Excluir
  7. Show de bola todos os temas, mas confesso que gostaria muito de ver algo voltado para o gótico em seus próximos trabalhos XD

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gótico é amor ♥. Eu já mestrei uma aventura baseada em Ravenloft com uma história bem gótica. Já pensei em passar a bichinha para o papel... eu curto muito essa temática, um dia vou fazer algo no estilo sim, viu...

      Excluir
  8. Olá, Liége. Olá, Astreya. XD

    Sim, estou sumido, mas só agora achei esta postagem aqui e vim comentar. Bom, achei super-coincidente o fato de vc gostar de mitologias árabes. A saber, lá nas CTL (aquela história que eu vivo retomando em vão em escrever), o reino de Mirandel era para ter uma "cara" árabe. Outra coisa q preciso trabalhar a respeito. E sim, lá mulheres usam véu. Apenas a alta nobreza tem o direito de não fazê-lo. Uma mulher sem véu ou é da casa régia, ou tem uma extrema vergonha. Outros costumes árabes talvez despontem por lá, e sobre outro assunto permeado aqui, a música também tem uma influência legal no cenário. A saber, a "magia" acessada pelos magos do cenário é uma energia que simplesmente "está por aí". Cabe ao conjurador saber como canalizá-la e que fim dar nela para os mais diversos efeitos. Isso tb permite a canalização dela pela música (ou seja, bardos). Por isso tb, a Academia Real de Mirange ensina todo tipo de arte. Elas não são tão distantes assim da "magia pura" qto se imagina...

    O tema de Arquivo X até hoje dá um medo em mim, mas a série inteira foi ótima! E sim, eu via pela Record! XD

    E de resto, quero ver sim se dou mais as caras por aqui.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Saudações, nobre Hayashi! Como é bom vê-lo por aqui!! Olha, a sua ambientação das CTL é muito legal. Sempre achei que o que você estava criando era muito rico, prova disso são esses exemplos que você deu. Puxa, eu acho muito bacana quando uma ambientação explora não só as culturas ocidentais mas as orientais também. E essa questão da magia é muito interessante, porque permite um leque enorme de usos (música e magia ♥). Um livro que li recentemente e que tem um conceito parecido é O Olho do Mundo, da série A Roda do Tempo.

      Eu também ando desenvolvendo uma história com "cara" árabe, Hayashi. E quero ver as CTL saindo, porque esse mundo merece ter suas histórias contadas. Sério mesmo, tudo que eu li da sua ambientação me interessou muito. Funcionou de verdade comigo.

      Dê mais as caras por aqui sim! Vou ficar muito feliz!

      Excluir
  9. ^O^ Adorei esse post, tanto que quero fazer um desse também!
    É tão bom encontrar pessoas que também gostem de Rhapsody of fire (pelos pouco que li já vi que você é realmente uma delas). Tenho um projeto de livro inspirado no álbum Triumph or agony então realmente entendo como você se sente, é um universo maravilhoso o que os caras do RHA constroem.

    ResponderExcluir
  10. Oi, Karol, é um prazer te ver por aqui!! Seja muito bem-vinda!! Eu AMO Rhapsody of Fire de paixão, é uma das minhas bandas de metal melódico favorita, se não a favorita. O universo que eles constroem é maravilhoso, e posso dizer que as músicas do Rhapsody of Fire me transportam para outro mundo de um jeito muito intenso. Nossa, Karol, seu projeto deve ser maravilhoso, gostaria muito de conhecê-lo!

    ResponderExcluir