quinta-feira, 3 de abril de 2014

Confesso que...

Saudações, queridos leitores. 

Hoje vim fazer uma confissão aqui. Estou empacada. Empacada no quinto capítulo de O Despertar de Kathul. 

Bloqueio criativo? Sim, em partes, mas não é só isso. Confesso que ando fazendo uma coisa muito feia XD. 

Existe uma outra história me assombrando. Eu tentei afastá-la, mas ela é mais forte do que eu. Para dar vazão ao impulso constante de botar aquilo que estava nascendo no papel, eu me permiti escrever algo. Começou com um conto, "O Vento do Oeste" (ainda sem previsão ou certeza de publicação. Em última instância, colocarei no wattpad!).  

Não devia ter feito isso. Como dizia minha vó, "comer e coçar, é só começar". No momento tenho vinte páginas em A4 de um tal de "Coração de Areia", continuação de "O Vento do Oeste", mas agora com uma história bem maior. O título é provisório. A escrita é provisória também, já que precisará de releituras, correções e, por fim, reescritas. 

Estou no meio de uma tempestade de areia que não me dá trégua. Declaro que, obviamente, não deixarei de escrever O Despertar de Kathul, mas minha cabeça não quer sair do reino de Sawad, a terra desértica de Edrim. Jahira (que antes era Zafira, mas mudou de nome por conta do carro homônimo), Farid, Amina e Zayn ficam dançando dabke na minha cabeça. No youtube, ressoam melodias antigas da Andaluzia e a trilha sonora de A Múmia/O Retorno da Múmia e O Décimo Terceiro Guerreiro XD. 

Alguém aí já teve problema parecido? O que acham da empreitada de escrever duas histórias ao mesmo tempo? Sinto que as coisas se tornam um pouco mais fáceis quando a ambientação é bem diferenciada, mas, mesmo assim, creio que não tenho tanto cacife criativo para levar duas histórias nesse momento XD. 

Vamos ver no que isso tudo vai dar. É verdade que ando um pouco exaurida de criatividade - tanto que os posts por aqui têm sido mais curtos e não tão inspirados. Talvez seja por isso que minha mente sentiu necessidade de se renovar um pouco com uma história fresca. É isso aí. Vou acreditar nessa hipótese. Preciso de renovação e novas perspectivas. (Mas algumas coisas não mudam. Outro dia escrevi uma cena dessa nova história e tive que maneirar na glicose ♥♥♥). 

Que a Deusa Lua me inspire, ai, ai... 

9 comentários:

  1. Bom, eu diria que é até normal. Deve ser parte da mente da gente, quando estamos com a criatividade a mil, pular de uma história para outra e depois voltar na que estávamos trabalhando.

    Eu mesma, comecei Amberblades 3 e, durante os trabalhos comecei a fanfic Fúria, disponibilizando os capítulos para o pessoal do grupo de RPG.

    Quando cheguei no capítulo 10 da fanfic, acabei saindo do grupo e perdi o pique. Voltei em Amberblades 3 e consegui finalizá-lo.

    Tempos depois comecei a reler o Fúria e transformei a fanfic em livro.

    Acredito que, colocando no "papel - Word" tudo o que sua cabeça já pensou para essa história nova, logo você volta no Enigma da Lua com mais ideias ainda.

    No subconsciente, as ideias devem estar se organizando e, enquanto isso não acontece, ela te libera pra trabalhar em outra coisa XD (viajei agora)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahaha, viajou não, Gisele! Acho que é por aí mesmo, viu... isso nunca tinha acontecido comigo, estou até estranhando, mas vou aproveitar a oportunidade que a cabeça está me dando de criar uma coisa nova. Eu sempre achei que minha criatividade era bem limitada e imaginava que não ia conseguir criar outra história depois de terminar O Enigma da Lua (pensava que a fonte ia "secar", hahaha), então confesso que estou até feliz de ver que isso não é verdade. A fonte não secou, aeeee! XD

      Excluir
  2. Ao menos para mim, escrever mais de uma coisa ao mesmo tempo é normal (vide minha mais recente postagem no meu blog).
    Serve até para reciclar as ideias e ampliar os horizontes.
    O importante é escrever algo e manter a criatividade sempre em alta.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É isso mesmo, Jacó.. acho que manter a criatividade em alta é o que conta. Eu até já escrevi contos junto com O Enigma da Lua, mas outro livro, não! Fico com medo de que isso possa atrapalhar uma das obras, mas acho que não é assim mesmo que funciona!

      Excluir
  3. Liège, querida,

    Não se preocupe, não se preocupe mesmo! Isso é perfeitamente normal, Criatividade é assim: às vezes vem muita coisa diferente ao mesmo tempo, a gente fica meio perdido, mas se você não tem uma data de entrega definida pra nenhum trabalho, escreva o que está te inspirando e dando mais prazer. Eu, no momento, estou com três contos começados - dois de Athelgard e outro contemporâneo - e uma espécie de romance-diário, e estou avançando em todos eles. Devagar, mas estou. Então, respire fundo e vá em frente, escreva sobre o que está diante de seus olhos e dançando dentro de sua mente!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pelas palavras, Ana!! É bem isso, me senti um pouco perdida com esse "surto" inesperado, mas percebo que isso é completamente normal pelos comentários de todos vocês. Vou dançar conforme a música e seja o que a Deusa quiser!

      Excluir
  4. Ora, não há problema nenhum em se escrever dois ótimos livros ao mesmo tempo, como os sábios escritores acima ~já bem disseram!

    ResponderExcluir
  5. Amanda Silversong5 de abril de 2014 09:58

    Olha, eu estou até roendo as unhas só de pensar no que vai acontecer no terceiro livro, mas fiquei BABANDO com as coisinhas que você foi soltando sobre este novo livro ^^

    Sem contar o nome " Coração de Areia", que é lindo e ultra romântico. É muito difícil ler algo sobre mitologia árabe no ocidente por causa desses haters acéfalos que parecem brotar do chão cada vez que você entra na internet, e este seu novo livro com certeza vai contribuir muito para mostrar de maneira positiva uma cultura que na verdade, tem coisas muito lindas.

    E não segure a glicose, porque ela é nossa amiga e torna a vida muito mais feliz ^^

    GLICOSE RULES FOREVER!!!!!

    Beijos da Amanda ^^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente, Amanda! É muito difícil encontrar algo assim por aqui. A cultura do oriente médio é muito demonizada no ocidente, o que afasta as pessoas de uma mitologia muito rica e de uma cultura muito interessante, linda mesmo. A própria religião islâmica é muito mal entendida - atos violentos e repressivos não tem nada ver com o Islã e sim com costumes tribais e regimes ditatoriais atrasados - o que não é problema exclusivo do oriente. Existe muito ódio mesmo... eu já vi cada comentário, o pessoal desejando a morte, falando que essa "raça" tinha que ser extirpada do mundo... é uma população que sofre muito preconceito e ódio gratuito e ninguém se importa muito, por conta de visões distorcidas e essa mania de ver o ocidente como "bastião da sociedade civilizada". Tá bom.

      Sawad nasceu do desejo que eu tinha de abordar esse tema com respeito, usando uma mitologia tão interessante quanto a nórdica, a grega, a japonesa, etc. E também nasceu do meu desejo de dar um pouco mais de diversidade para Edrim! Geralmente mundos de fantasia medieval ficam bem padrão ocidental mesmo, e eu queria que Edrim não tivesse só isso. E ando aprendendo tanta coisa maravilhosa que fico me perguntando por que não fiz isso antes :D.

      E essa história está cheia de glicose mesmo, Amanda! A tom da coisa toda está bem mais poético... tenho lido poesia e letras de músicas tradicionais árabes, e o tom é extremamente romântico, de um jeito todo próprio. Estou tentando colocar isso na história. E dá-lhe glicose!!! SIM, GLICOSE RULES FOREVER!!!

      Que bom que você gostou do título "Coração de Areia" :DD. Estou gostando cada vez mais dele e acho que vou manter.

      Não se preocupe que esses dois livros estão recebendo muito carinho. Em breve teremos duas novas histórias em Edrim para ler. E Elora, Laucian e cia. vão passar por muitas emoções e consumir altos níveis de glicose também!





      Excluir