sábado, 7 de junho de 2014

Uma ponte sobre águas turbulentas

Ontem, dia 6, Matheus, meu marido, fez 34 anos. Planejava fazer uma postagem no dia certo, como sempre gosto de fazer. Mas, ao invés disso, larguei o computador por quase o dia todo e procurei demonstrar com ações e gestos o que as palavras poderiam ter dito. Ainda assim, minha resolução não morreu e aqui estou eu, hoje, porque quem gosta de escrever adora botar seus sentimentos no papel - post, nesse caso.

Quando conheci o Matheus, ele tinha 22 anos, creio que estava muito próximo de fazer 23. Eu tinha quinze e fiz dezesseis no mesmo ano. Até hoje, me lembro muito bem da primeira vez em que o vi. Também me lembro muito bem de um dia em que ele chegou na casa de nosso amigo para jogar RPG com o semblante um pouco nervoso - o que era muito incomum. Perguntamos o que havia acontecido e ele falou brevemente sobre algum problema em casa e também contou que um galho de árvore enorme havia caído em suas costas antes de ele sair. Logo depois, assumiu a sua costumeira paciência e passou a mestrar a partida com aquela voz calma e bonita de sempre.

Apenas anos depois eu fui descobrir que, naquela época, o Matheus estava passando por um verdadeiro rebuliço em seu âmbito familiar e pessoal. Mas ele nunca dizia nada, embora todos nós dividíssemos problemas e angústias com ele, e só contou isso depois que me tornei sua namorada. E era impressionante - sempre havia um sorriso, sempre havia uma palavra de conforto nos lábios dele, um gesto de gentileza. E até hoje há, embora o tempo e as feridas tenham nos ensinado que nem todos merecem um coração aberto, pelo menos não o tempo todo. Temos que nos resguardar um pouco, para sobreviver.

Mas, eu digo... quem se dispõe a conhecer - verdadeiramente - esse moço com quem tenho a honra de conviver, vai encontrar muito mais do que um simples colega, uma pessoa para rir ou falar bobagens. Muitos estranham esse rapaz silencioso e sério, mas o Matheus é o tipo de pessoa que se jogará em cima de qualquer problema ou obstáculo, como uma ponte, para fazer passar as pessoas que ama. Por isso, se eu pudesse dizer que tipo de pessoa o Matheus é usando uma canção, eu usaria essa:



Se hoje eu devo agradecer uma pessoa pelo que me tornei - e o que me tornei pode parecer pouco, já que sou absolutamente comum, mas para mim é muito - essa pessoa é ele. Porque ele me resgatou de um mar profundo, se fez ponte e hoje está aqui, dizendo, como na música: "navegue, garota prateada. Navegue. Chegou o seu tempo de brilhar e os seus sonhos estão se encaminhando. E, se você precisar de um amigo, estou navegando logo atrás". 

Logo atrás, não. Do meu lado, segurando minha mão. Sempre. E a recíproca é absolutamente verdadeira.

Feliz aniversário, meu querido marido. E muito obrigada. 

13 comentários:

  1. Matheus, o marido mais feliz do mundo8 de junho de 2014 01:39

    Muito lindas estas palavras, minha amada esposa. Apesar de não estar à altura disso tudo, estas palavras me lembram do que eu devo ser para merecer estar com você e caminhar a seu lado.

    Você é a minha estrela, a luz que ilumina minha vida a todo momento. Sou eu quem tem muito a agradecer, hoje e sempre.

    Te amo muito, minha querida.

    ResponderExcluir
  2. É bom ver amizade e companheirismo no seio de um casamento. Feliz aniversário para o Matheus e parabéns para os dois.

    ResponderExcluir
  3. Sem palavras diante dessa mútua declaração de amor - e com o desejo, de coração, de que sejam cada vez mais felizes.

    ResponderExcluir
  4. Muito obrigada, queridos Ana e Zamiel! Seus desejos de felicidade são uma luz no nosso caminho! Abraços de coração!

    ResponderExcluir
  5. Primeiramente, parabéns ao Matheus! Muita paz, saúde e prosperidade!! \o/

    É muito bonito esse sentimento e a forma como a Liége o coloca em palavras. E digo uma coisa... Conforme eu ia lendo a postagem, vinha a minha mente Astreya e Coran. Foi até meio estranho XD Lendo a postagem, pensei: Nossa! Que bonito. E logo em seguida, como se alguém tivesse me soprado palavras no ouvido, veio à mente um: Ué... Astreya e Coran, não?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Gisele! Snif! Seu comentário me deixou emocionada aqui. A Astreya e o Coran são personagens muito especiais para mim e de fato não deixam de ser reflexos do que a gente sente um pelo outro e daquilo que nos esforçamos para ser. Obrigada!!!!

      Excluir
  6. Parabéns pelo aniversário Matheus! Desejo a vocês dois, toda a felicidade que este mundo pode oferecer =)

    Saudades de vcs e da pequena Kimi!
    Um grande abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Angela!!! Saudades de vocês também, o Alan deve estar lindo ♥ Mande um beijo para todos!!!

      Excluir
  7. Amanda Silversong12 de junho de 2014 10:06

    AAAAAAAAAAAAAAAAHHHHH, MEU DEUS!!!! Vou morrer de tanta fofura ^^

    Puxa, vocês são um casal tãaaaaaaaaaaaaaaaaaoooo kawaii (bonitinho, fofo, meigo, etc para quem não assiste animes ^^). O amor de vocês é algo lindo de se ver e muito inspirador também. É aquelas coisas que reforça nossa ultra abalada fé na humanidade.

    Feliz aniversário, Matheus, e que vocês dois sempre sejam estas pessoas fofas e queridas, e que tenham muita felicidade em seus caminhos.

    Beijos da Amanda ^^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada, Amanda, snif!!! Vocês me deixam encabulada aqui. Seu carinho e suas palavras também reforçam nossa abalada fé na humanidade. MUITO OBRIGADA por estar sempre por aqui, obrigada por tudo!!

      Um beijo no coração!!!

      Excluir
  8. Que coisa mais linda!!! :) Parabéns a vocês dois por esse amor muito lindo. Sempre gosto de ver histórias de casais apaixonados e que além de tudo são grandes amigos. Eu não conheço vocês pessoalmente, mas dá pra sentir essa energia da internet. Isso dá.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Melissa ♥. Estou até vermelha aqui :), e agradeço pelas suas palavras gentis.

      Excluir