segunda-feira, 28 de março de 2016

Sombra e Sol, em breve no wattpad!

Eba, finalmente, a capa inteira! Arte lindona da Angela Takagui! Clique se quiser ver maior.
Saudações, queridos leitores! Como eu disse, em breve estaria de volta com a capa e a sinopse da nova história que estou cometendo escrevendo! 

Como eu já disse em postagens anteriores, a história se passará em Edrim e terá relação com "O Enigma da Lua", mas pode ser lida SEM PROBLEMAS por quem não conhece nada da antiga série. Além disso, "Sombra e Sol" vai ser postada quinzenalmente por capítulos no meu wattpad

Bem, eu gostaria de postar semanalmente, mas como o trabalho anda puxado no mundo real, preferi postar capítulos um pouco maiores a cada quinze dias. A história também terá duas temporadas, mas foco na primeira parte, por enquanto! 

Antes de postar a sinopse, vamos à "data de estreia", é claro: 1 DE ABRIL! Dia da mentira! Sacanagem, mas eu gosto de começar as coisas em dias primeiros, então... bom, chega de enrolação! À sinopse: 

CUIDADO! Pode haver spoilers de O Enigma da Lua na sinopse a seguir. (Eu ainda acho que você deveria ler XD). 

Não existem heróis vivendo em Silena. Duas décadas após o confronto que baniu Kathul e seu arcanjo de Edrim, a única coisa que Elora, Laucian, Myron e Valenia desejam é uma vida anônima e pacata na cidade onde cresceram juntos. E Silena é tudo o que eles poderiam querer para seus filhos: uma medida de paz e tranquilidade em um mundo onde as duas coisas estão em constante ameaça. Mas, por mais que eles já tenham sacrificado tanto, a Deusa parece ter outros planos. Em uma noite de Lua cheia, Myron, agora o sumo sacerdote de Silena, desmaia e não desperta mais. Vivo, mas em um estado de coma, o clérigo não pode dizer o que há de errado, para desespero de sua esposa, Valenia, e de seus filhos, Eladar e Lyriel. 

Na mesma época, relatos de uma estranha doença começam a se espalhar por Edrim; a praga, apelidada de Rosa Negra, afeta e mata pessoas em poucos meses. Não há cura aparente, exceto pelo poder estranho que Eladar, um sacerdote como o pai, tem: um tipo de cura muito mais espiritual do que física, uma ligação emocional que alivia qualquer espécie de sofrimento, mas que faz com que o rapaz sofra de convulsões desde pequeno.

Na Floresta da Tempestade, em Afeldhun, a dokalfar Faena se desespera quando seus pais caem vítimas da Rosa Negra; recorrendo a Ma Ulna, o espírito do salgueiro, Faena descobre que a única forma de salvá-los está em um jovem clérigo de Silena. Determinada, parte no encalço do rapaz, no que é seguida por seu irmão gêmeo, Faedran. Faedran sabe muito bem como os dokalfar – elfos negros – são tratados fora de Afeldhun, e precisa se apressar se quiser proteger sua irmã.

Em Silena, Valenia, Elora e Laucian partem para Myriar em busca de respostas, deixando Eladar e Lyriel responsáveis pela casa, por sua prima de cinco anos e pelo pai desacordado. No entanto, a vida dos dois sofre uma reviravolta quando Faena se vê obrigada a sequestrar o irmão de Lyriel, tirando-o de seu lar e da vida que ele conheceu até então. Aos poucos, Eladar irá descobrir mais sobre os dokalfar, sobre seu dom e sobre o que a Rosa Negra e o coma de seu pai têm em comum. O que nem ele nem Faena imaginam é que existe mais alguém atrás do jovem clérigo – e este alguém quer, ou melhor, precisa de sangue. Muito sangue.     

***
É isso aí, gente. Eu espero que vocês curtam, comentem e deem uma chance para uma escritora faminta para esta nova história. De qualquer modo, estou me divertindo bastante com ela e me esforçando para tornar minha escrita mais atraente. Espero que funcione (eventualmente...). 

Até dia 1 de abril!    


quarta-feira, 23 de março de 2016

Em breve... Uma nova história em Edrim!

Oi, eu sou a Dara. 
Saudações, queridos leitores! Como eu disse, voltaria em breve para falar com vocês sobre minha nova empreitada literária. A imagem do post de hoje é mais um pedacinho da capa LINDA que a nossa desenhista favorita, Angela Takagui, fez para essa história.

PORÉM, antes de revelar a sinopse e a ilustração inteira (gente, ficou tão linda. Sério mesmo. Não paro de olhar para ela), cabe ressaltar alguns pontos.

Essa história é uma continuação de “O Enigma da Lua”?

Não. Quer dizer... É e não é. A história se passa em Edrim e vai contar com alguns personagens de O Enigma da Lua. Mas o foco estará em pessoas novas e em suas histórias, pouco relacionadas aos acontecimentos anteriores.

Então, posso ler a nova história sem ter lido a série anterior?

SIM! PODE! DEVE! O objetivo é que TODO MUNDO que queira possa ler. O pessoal que curtiu “O Enigma da Lua” e acompanhou o desfecho dos “quatro jovens de Silena” pode se divertir (ou não XD) com certas referências, com os “reencontros” com antigos personagens... Mas quem nem sabia que O Enigma da Lua existia também pode ler e entender sem problemas. São histórias independentes!

Eu li “A Centésima Vida” e “O Círculo dos Sete”, mas ainda não li “O Despertar de Kathul”. Quero saber se a nova história vai trazer spoilers do fim de “O Enigma da Lua”.

Primeiro: obrigada, pessoa maravilhosa. Segundo: sim, haverá spoilers. Basicamente, você vai saber quem ficou vivo. Portanto, se quiser evitar a leitura até encerrar a primeira trilogia, fica a seu critério J. (Mas, se você conhece meu estilo, já imagina mais ou menos o que aconteceu nesse sentido...).  

Ok, você fica falando dessa nova história, mas onde é que ela vai ser publicada?

No Wattpad, que é (como a Melissa de Sá me informou) a maior plataforma de leitura independente do mundo! Meu objetivo é (tentar) atingir mais leitores e ir “fisgando” as pessoas por meio de uma nova estratégia: a publicação de capítulos quinzenais (ou semanais, ainda estou estudando as possibilidades). Mais informações em breve, mas, por enquanto, você pode ir visitando a minha página por lá!

Portanto, SIM, a história vai estar disponível DE GRAÇA! Mas não pense que isso implica em falta de cuidado e planejamento. Estou trabalhando bastante para que tudo fique nos trinques. Estou trabalhando MUITO para melhorar minha escrita. Portanto, se você até agora não deu uma chance para a minha pessoa, talvez seja um bom momento para conferir o que é que eu faço da vida quando escrevo.

Para quem você recomenda essa nova história?

Para quem curte fantasia com uma pegada mais leve, para quem gostou de “O Enigma da Lua”... quem me conhece sabe, também, que eu sempre coloco romance nas histórias, mas prometo que nada acontece “do nada” e que não existem paixões avassaladoras instantâneas. Tento ser coerente nesse sentido, juro. Basicamente, você vai encontrar uma mistura de aventura/romance/drama (nossa, eu sou péssima para indicar meus próprios escritos, pela Deusa).

***


Enfim, por hoje é só, gente! Em breve volto... com a revelação do título, da sinopse e da capa (QUE ESTÁ LINDA). 

terça-feira, 22 de março de 2016

Em breve no wattpad...


Preciso contar como tudo isso começou.

Não quero falar sobre onde estou, não ainda. Mas acho que vai ser bom escrever. Quem sabe eu tenha herdado um pouco do talento da minha mãe? De qualquer modo, me deixaram estes pergaminhos, uma pena e um tinteiro. O Ceifador tem medo de que eu perca o juízo, por isso mandou os coletores me oferecerem mais uma distração; esta foi a única que eu aceitei. Poderia até rir da “preocupação” dele, se eu também não estivesse com medo. Lua de prata... sim, eu estou com medo.

É por isso que preciso escrever, mais do que quero. Preciso botar tudo para fora, senão sou bem capaz de perder o senso, e não posso me dar ao luxo de ficar louco. Não depois de ele ter morrido para tentar me salvar.

Droga. DROGA. Ainda não consigo falar sobre isso. Dói demais.

A culpa é toda minha, sabe? Não que eu tenha desejado o que aconteceu. Deusa, nunca. Mas se eu não tivesse o sangue que tenho, se não tivesse meu maldito dom, não estaria aqui. E não é só isso. Fiz tudo errado. No começo, fui forçado, mas depois... eu quis ajudar. Eu quis segui-la. Desejei ser útil, ser mais do que um fardo, e este foi o meu erro. Dei a mão a ela, uma estranha, e selei quase uma dezena de destinos além do meu. Puxei um fio e percebi tarde demais que estava desmanchando um tapete inteiro. Que direito eu tinha? Nenhum, mas eu não sabia. Eu queria ajudar.


Só que, como dizem os bardos, de boas intenções o abismo está cheio. 

***
Olá, pessoal! Pois é, estou de volta, e com novidades. Será que algum dos meus 4 leitores consegue identificar quem podem ser aquelas pessoinhas do desenho novo da Angela? Conseguem notar alguma familiaridade? XD. 

Este é o começo de uma nova história. Mas por enquanto, não digo mais... só digo que volto muito, muito em breve :).