segunda-feira, 28 de março de 2016

Sombra e Sol, em breve no wattpad!

Eba, finalmente, a capa inteira! Arte lindona da Angela Takagui! Clique se quiser ver maior.
Saudações, queridos leitores! Como eu disse, em breve estaria de volta com a capa e a sinopse da nova história que estou cometendo escrevendo! 

Como eu já disse em postagens anteriores, a história se passará em Edrim e terá relação com "O Enigma da Lua", mas pode ser lida SEM PROBLEMAS por quem não conhece nada da antiga série. Além disso, "Sombra e Sol" vai ser postada quinzenalmente por capítulos no meu wattpad

Bem, eu gostaria de postar semanalmente, mas como o trabalho anda puxado no mundo real, preferi postar capítulos um pouco maiores a cada quinze dias. A história também terá duas temporadas, mas foco na primeira parte, por enquanto! 

Antes de postar a sinopse, vamos à "data de estreia", é claro: 1 DE ABRIL! Dia da mentira! Sacanagem, mas eu gosto de começar as coisas em dias primeiros, então... bom, chega de enrolação! À sinopse: 

CUIDADO! Pode haver spoilers de O Enigma da Lua na sinopse a seguir. (Eu ainda acho que você deveria ler XD). 

Não existem heróis vivendo em Silena. Duas décadas após o confronto que baniu Kathul e seu arcanjo de Edrim, a única coisa que Elora, Laucian, Myron e Valenia desejam é uma vida anônima e pacata na cidade onde cresceram juntos. E Silena é tudo o que eles poderiam querer para seus filhos: uma medida de paz e tranquilidade em um mundo onde as duas coisas estão em constante ameaça. Mas, por mais que eles já tenham sacrificado tanto, a Deusa parece ter outros planos. Em uma noite de Lua cheia, Myron, agora o sumo sacerdote de Silena, desmaia e não desperta mais. Vivo, mas em um estado de coma, o clérigo não pode dizer o que há de errado, para desespero de sua esposa, Valenia, e de seus filhos, Eladar e Lyriel. 

Na mesma época, relatos de uma estranha doença começam a se espalhar por Edrim; a praga, apelidada de Rosa Negra, afeta e mata pessoas em poucos meses. Não há cura aparente, exceto pelo poder estranho que Eladar, um sacerdote como o pai, tem: um tipo de cura muito mais espiritual do que física, uma ligação emocional que alivia qualquer espécie de sofrimento, mas que faz com que o rapaz sofra de convulsões desde pequeno.

Na Floresta da Tempestade, em Afeldhun, a dokalfar Faena se desespera quando seus pais caem vítimas da Rosa Negra; recorrendo a Ma Ulna, o espírito do salgueiro, Faena descobre que a única forma de salvá-los está em um jovem clérigo de Silena. Determinada, parte no encalço do rapaz, no que é seguida por seu irmão gêmeo, Faedran. Faedran sabe muito bem como os dokalfar – elfos negros – são tratados fora de Afeldhun, e precisa se apressar se quiser proteger sua irmã.

Em Silena, Valenia, Elora e Laucian partem para Myriar em busca de respostas, deixando Eladar e Lyriel responsáveis pela casa, por sua prima de cinco anos e pelo pai desacordado. No entanto, a vida dos dois sofre uma reviravolta quando Faena se vê obrigada a sequestrar o irmão de Lyriel, tirando-o de seu lar e da vida que ele conheceu até então. Aos poucos, Eladar irá descobrir mais sobre os dokalfar, sobre seu dom e sobre o que a Rosa Negra e o coma de seu pai têm em comum. O que nem ele nem Faena imaginam é que existe mais alguém atrás do jovem clérigo – e este alguém quer, ou melhor, precisa de sangue. Muito sangue.     

***
É isso aí, gente. Eu espero que vocês curtam, comentem e deem uma chance para uma escritora faminta para esta nova história. De qualquer modo, estou me divertindo bastante com ela e me esforçando para tornar minha escrita mais atraente. Espero que funcione (eventualmente...). 

Até dia 1 de abril!    


10 comentários:

  1. Ai, ai... Eu fui lendo, lendo... Mas quando chegou no "cuidado", achei melhor esperar um pouco.
    Ansiosa por essa história também!! \o/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hehehehe, pois é, pois é, Gisele, eu imaginei que você ia querer esperar! Mas pelo menos deu para apreciar a capa lindona da Angela, né? Obrigada por acompanhar minhas histórias, de coração. E vamos que vamos com nossos mundos!!

      Excluir
    2. Pois é.
      O desenho da Angela tá muito show! Eu tava meio atordoada aqui no momento que comentei a postagem que acabei me esquecendo de comentar sobre ele. Eu admiro muito a forma como ela usa as cores através do computador.

      Excluir
    3. Ah, não se preocupe, Gisele! Esse desenho ficou lindo, né? Babei por uns três dias seguidos nele...

      Bom, você e a Angela arrasam com as cores, tintas, papeis, canetas, etc, etc XD. Ta aí uma habilidade que eu gostaria de ter, o desenho! Coisa mais linda. Mas, como sou uma verdadeira anta em perspectiva e proporção, vou desenvolvendo uma aptidão um pouco mais fácil para mim, que é a escrita.

      Excluir
  2. Ótima sinopse e ótima capa! Esta história promete ser ainda melhor do que sua nobre antecessora!

    Que venha 1o de abril!

    ResponderExcluir

  3. Sniff, sniff, cadê o meu comentário???

    Bom, não tem problema, eu repito (acho que era mais ou menos assim)^^:

    “AAAAAAHHHHH, que capa linda!!! E que ótima notícia, poder ler um pouquinho da história semana sim semana não! Muito generoso da sua parte, Li!!!

    Parabéns a você e à Angela por deixar o mundo um pouco mais bonito com seus trabalhos!

    Beijos da Amanda^^”

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Puxa, puxa, Amanda, não apareceu mesmo aqui! Não estava na moderação e nem no Spam! Blogger tonto! PARE DE COMER COMENTÁRIOS!

      A capa ficou linda, né?? Não paro de olhar feito uma boba!! Espero que a história esteja à altura...

      Beijos no coração!

      Excluir
  4. Que legal!! Muito sucesso para mais esta série!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eba!!!! Obrigada, Ana! Com a benção de uma mestra de sagas, as chances são muito maiores!

      Excluir